Atividade física previne quase 4 milhões de mortes no mundo por ano

Sempre lemos notícias de como o sedentarismo atrapalha a saúde e poucas pessoas se dedicam à prática adequada de atividades físicas, mas um estudo publicado na revista The Lancet Global Health resolveu olhar para o copo meio cheio desses dados e responder a questão positiva: quantas vidas a prática de atividade física consegue salvar?

A resposta a que os pesquisadores chegaram é que anualmente 4 milhões de vidas são salvas por ano devido à prática de exercícios. E que também pode ser um dos fatores de prevenção a covid 19.

Primeiro os cientistas levantaram os dados de prevalência de atividade física entre 2001 e 2020 e riscos relativos de mortalidade por todas as causas em 168 países. Eles combinaram esses dados em um modelo de simulações chamado Monte-Carlo para estimar valores médios de fração de mortes evitadas em cada país.

E perceberam que as frações evitadas altas indicaram um aumento na proporção de mortes evitadas devido à atividade física, então, usando dados de mortalidade para todas as pessoas em um país com idade entre 40 e 74 anos, estimaram o número de mortes prematuras evitadas para todos os adultos e por sexo.

Dicas para começar hoje mesmo

Escolha um local bem arejado

O ideal é encontrar um lugar bem iluminado e ventilado, já que durante a atividade física a temperatura corporal aumenta e mantê-la controlada é importante para retardar a fadiga.

Se não houver janelas no local onde treina, você pode usar um ventilador. Também é importante sempre ter uma toalha para enxugar o suor.

Vista roupas apropriadas

Usar roupas próprias para a prática de atividades físicas é importante por dois motivos: primeiro, as peças de treino facilitam a evaporação do suor –que tende a ser mais acentuada em atividades em um local fechado e sem boa ventilação — e ajudam no controle da temperatura corpora.

Segundo, por serem mais leves, as roupas de treino não geram tanto atrito com a pele –o que pode causar assaduras e outros incômodos.

Organize o espaço

Para a maioria dos exercícios um local de 2 metros por 2 metros é suficiente — só retire obstruções e móveis com pontas que estiverem por perto, para você não se machucar.

Outro detalhe fica por conta da superfície na qual serão feitos os exercícios, ela deve garantir estabilidade. Evite treinar em cima de tapetes, por exemplo, que podem deslizar e causar um acidente.

Capriche no aquecimento

Eu, Amaury Baião, profissional de educação física, Personal Trainer e colunista do Papo de Personal, recomendo fazer de 5 a 10 minutos de movimentos dinâmicos em baixa intensidade, como corrida no lugar, polichinelos ou skipping (correr no lugar erguendo os joelhos acima da linha do quadril) no início do treino.

Assim você prepara o sistema cardiovascular, músculos e articulações para o esforço mais intenso que está por vir, reduzindo o risco de fadiga precoce ou de lesões.

Mantenha o foco na postura

Caso não tenha acompanhamento e orientação profissional, é muito importante que você preste bastante atenção à postura e execução dos movimentos durante o treino.

Para isso, prefira fazer exercícios que você tem familiaridade e domine a execução.

Outra saída para manter a boa postura é malhar em algum local em que há um espelho por perto ou fazer atividades em família — assim, um vigia e corrige o exercício do outro.

Se durante ou após o treino você sentir algum desconforto fora do comum, interrompa a atividade por alguns dias (e se a dor não passar, procure um médico).

Controle a intensidade

Se você já tinha uma rotina de atividades físicas antes da quarentena, peça ajuda para seu professor adaptá-la para ser realizada em casa.

Agora, se você estava sedentário escolha um treino adequado para seu condicionamento e respeite os limites do corpo.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Amaury Baião

Amaury Baião

Amaury é professor de educação física formado em licenciatura plena pelas Faculdades ESEFAP. É técnico em musculação pela FEPAM, técnico em treinamento funcional pelo Instituto Mauro Guiselini e desde 2007 é personal trainer. É também coach de corrida para iniciantes e atletas. Se você curte atividades físicas, treinamento, musculação e dicas de alimentação, quer ficar informado sobre as corridas da região e adora um desafio, acompanhe a coluna Papo de Personal onde compartilharemos tudo sobre o mundo fitness. Bora movimentar-se!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.