O QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE VISITAR EM JERICOACOARA

O charmoso, tranquilo e aconchegante vilarejo de Jericoacoara reserva muitas atrações turísticas para todos os gostos e idades. Os turistas encontram desde passeios com “muita emoção” até mais leves, ou seja, há muito o que se fazer por lá.

Os pontos turísticos mais próximos que se pode fazer a pé são: o Centro comercial, que tem ruas lindas e uma arquitetura diferente com muita cor e flores, a praia da cidade, as piscinas naturais, como o Poço do Ananias, e as dunas, que a maioria dos turistas vai para ver o por do sol. Há quem arrisque em fazer o passeio da Pedra Furada a pé também, pois ela fica aproximadamente 2,5 km do Centro, mas é preciso cuidado, pois a descida para o ponto turístico é íngreme. Algumas pessoas optam por contratar uma charrete, que custa em torno de R$ 30,00 por pessoa (FORA DA ALTA TEMPORADA).

Os passeios para os lugares mais afastados podem ser feitos de buggy, quadriculo e caminhonete 4×4. Os valores giram em torno de R$ 350,00 o buggy (para dividir em 4 pessoas), de R$ 350,00 a R$ 500,00 (para dividir em até 2 pessoas) e R$ 60,00 a caminhonete (por pessoa) que comporta até 10 pessoas (FORA DA ALTA TEMPORADA). O importante é fechar os passeios com agências credenciadas pelo fato de ser mais seguro, caso haja algum problema, elas se responsabilizam. Para mais informações sobre agências confiáveis CLIQUE AQUI.

Praia de Jeri Alckymist

O roteiro é divido em três partes: Lado Leste, Lado Oeste e Rota nova-alternativa. Seguem os pontos turísticos que os viajantes encontram em cada um deles:

Lado Leste

– Árvore da preguiça: a primeira parada deste passeio tem uma árvore deitada com galhos que parecem uma verdadeira obra de arte natural. O vento a derrubou e a modelou da maneira que está hoje. *Passeio gratuito

Praia do Preá: Uma linda praia em um vilarejo bem charmoso. Nela, existe um monumento em que muitos turistas fazem uma parada para foto. *Passeio gratuito

– Buraco Azul Caiçara: Existem dois Buracos Azuis, o primeiro deles é o Caiçara! A tonalidade da água é um azul turquesa impressionante. Dizem que no mês de agosto a cor fica mais forte, período em que ele está mais cheio. Ele é formado pela água da chuva e tem aproximadamente 7 metros de profundidade, por isso, é uma atração que instiga os visitantes a fazerem grandes saltos. Nele também existem vários balanços decorados que rendem lindas fotos. Para aqueles que querem ousar mais, podem fazer um passeio de helicóptero por 8 minutos, que custa R$ 250,00 por pessoa. *Entrada: R$ 10,00

– Restaurante Tobias do Caranguejo: No caminho da Lagoa Azul tem essa opção para refeição. Uma sugestão de prato delicioso é a moqueca de arraia, que serve até duas pessoas. *Valor: R$ 45,00

– Lagoa Azul: Uma represa formada pela água da chuva com a tonalidade azul.

– Lagoa do Paraíso: Formada também por água doce, ela é bem limpa e cristalina. Ótima parada para banho.

– Alckymist Beach Club: Um dos pontos mais esperados pelos turistas. Trata-se de um clube com uma infraestrutura incrível. À beira da Lagoa do Paraíso, os visitantes encontram lindos jardins, restaurante, cadeiras, guarda-sóis, redes dentro da água e ambientes perfeitos para belas fotos. Aqueles que desejam ficar nas tendas (um lugar mais reservado dentro do local), precisam pagar um valor a parte, que varia de R$ 150,00 a R$ 400,00.  *Entrada: R$ 25,00

– Lagoa do Amâncio: A última parada é para ver o por do sol nas dunas. A paisagem é sensacional, fecha o passeio com chave de ouro.

Todo o caminho do Lado Leste é mais tranquilo e as paisagens desse trajeto são um show a parte.

Alckymist Árvore da preguiça

Lado Oeste

– Travessia de balsa: Para chegar nos passeios do lado oeste é preciso fazer a travessia de balsa. Ela é bem prática! *Gratuita

– Mangue do Guriú: Dizem que o mangue seco está morto, mas pelo contrário, quanto mais seco ele estiver por fora, mais vivo ele está por dentro. A raiz, embaixo de cada caule do mangue, tem quase 6 km de extensão embaixo da terra. Ali é realizada a pesca do caranguejo vermelho. O local de galhos dá vida a cenários lindíssimos. E como um bom ponto turístico, ele é todo decorado com balanços que rendem fotos maravilhosas.

– Dunas: São elas que garantem um passeio cheio de emoção. Com descidas íngremes, o coração perece que vai sair pela boca. Ali a aventura é garantida e as paisagens chegam a serem confundidas com um deserto internacional, como o de Marrocos.

– Tirolesa e toboágua: Se os turistas pensam que a aventura acabou lá nas dunas, estão enganados, o turismo das “emoções” ainda tem mais duas atrações: a tirolesa e o toboágua. Ambos custam R$ 20,00 para descer até três vezes. Atrações que divertem tanto as crianças, quanto os adultos.

– Lagoa da Tatajuba: Nela estão aquelas redes relaxantes dentro da água, marca registrada de Jeri. Bem rasa, ela é ótima para um mergulho ou para a prática do Stand up paddle, esporte náutico bem famoso. O interessante é se manter equilibrado(a) com o vento, aí está o desafio.Nesta parada, é possível almoçar no restaurante do Tatajuba ou comer petiscos como queijo qualho, castanhas, entre outros espetinhos.

Mangue do Guriú Dunas

Roteiro alternativo

– Pedra Furada: Ela é o cartão postal de Jeri. Por ser mais isolada, existem pedras pelo caminho, por isso, é aconselhável ir com calçado para não machucar os pés (pode ser chinelo). Em um passeio tranquilo, a parada pode durar até duas horas. O turista pode encontrar uma fila longa por lá para tirar fotos no ponto turístico. *Passeio gratuito

– Buraco verde: Atração que é uma espécie de represa com a água na tonalidade verde. Ele tem aproximadamente 10 metros de profundidade e é possível fazer saltos dos dois trampolins, um de 5 metros de altura e o outro de 3 metros. Portanto, é possível dar um mergulho, deitar para descansar nas redes e fotografar nas dependências do local. Lá o turista também encontra um restaurante. *Passeio gratuito

– Buraco Azul Castelhano: Outro buraco com a tonalidade da água em azul. Com uma estrutura completa, é uma ótima opção neste roteiro para sentar, utilizar o restaurante e curtir os quiosques. Para os corajosos, há a possibilidade do salto na água também. *Passeio gratuito

– Lagamar: Restaurante com uma lagoa calma e tranquila. Perfeita para banho.

– Bello restaurante: Geralmente, a maioria dos turistas almoça no restaurante Coma aqui, mas a indicação para a refeição vai para o Bello pelo fato dele oferecer em seu cardápio uma deliciosa lagosta acompanhada por farofa e baião de dois a R$ 30,00 (preço ótimo). O local é rústico, bem simples e aconchegante.

– Barrinha: O último ponto são as dunas da praia da Barrinha. Uma vista privilegiada para o mar e para as dunas durante o por do sol. *Passeio gratuito

Buraco Azul Castelhano Pedra Furada

Dicas

– Evite viajar para Jeri de fevereiro a junho, pois é o período de chuva da região.  

– Durante o passeio do lado Oeste, proteja os olhos e a boca, porque venta muito e areia acaba vindo com força.

– Tente não fazer passeios de sexta-feira a domingo, pois todos os lugares ficam bem cheios com grandes filas.

– Quer economizar? Leve lanches para comer no caminho.

Jeri na pandemia

Durante a pandemia, Jericoacoara está mais restrita, os estabelecimentos comerciais têm fechado mais cedo. As “barraquinhas” de bebidas e as lojas encerram o trabalho às 22h, as conveniências e a casa de forró Serramar às 23h. A balada mais famosa da cidade Café Jeri está fechada para reforma, mas o Clube Ventos está realizando eventos, como o por do sol, para entreter os turistas. O local está proibido de realizar grandes festas. A maioria dos visitantes não está usando máscara.

Leia mais:

– Onde se hospedar e comer em Jeri

– Por que visitar Jeri?

Para mais informações acesse: www.vemproximodestino.com.br

Estojo para kit de higiene

Clique aqui e veja mais produtos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Verena Raymundo

Verena Raymundo

Jornalista de formação e viajante por paixão. Para você que gosta de conhecer novas culturas e lugares diferentes, essa é a coluna certa. Vou compartilhar dicas de destinos que possam agregar diversão e conhecimento. Vamos embarcar nesta viagem? Vem comigo!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.