Apresentadoras de TV afegãs cobrem rosto após ordem do Talibã 

Apresentadoras de emissoras de TV locais no Afeganistão expressaram sua frustração no domingo (22) com uma nova decisão do Talibã de que devem cobrir o rosto quando estiverem no ar. 

“Uma apresentadora deve se sentir totalmente calma para transmitir a verdade às pessoas, hoje pela primeira vez vivenciei um momento em que tive que apresentar meu programa usando uma máscara e não estava me sentindo bem”, disse a apresentadora da TOLOnews, Sonia Niazi.

A nova regra foi anunciada na quinta-feira (19) e ocorre dias depois que as autoridades ordenaram que as mulheres cobrissem seus rostos em público, um retorno a uma de suas normas anteriores e uma escalada de restrições que provocam temores locais e na comunidade internacional. 

Embora o porta-voz do Ministério do Vício e da Virtude do Talibã, Akif Muajer, tenha classificado a medida como “conselho”, ele disse à agência Reuters que a última data para apresentarem sem o rosto descoberto seria o sábado, 21 de maio.

No início deste mês, o chefe supremo dos talibãs emitiu uma ordem, segundo a qual as mulheres devem se cobrir completamente em público, incluindo o rosto e, de preferência, com a burca tradicional. Antes, bastava um lenço, cobrindo o cabelo. 

O temido Ministério afegão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício ordenou às apresentadores de televisão que fizessem isso até sábado. Mas as jornalistas dos canais TOLOnews, Shamshad TV e 1TV foram ao ar, ao vivo, sem esconder o rost”Nossas irmãs temem que, se cobrirem o rosto, a próxima coisa que vão dizer a elas é que parem de trabalhar”, explicou o chefe de notícias da Shamshad TV, Abid Ehsas. “Esta é a razão, pela qual eles não respeitaram a ordem até agora.” 

O porta-voz do Ministério da Promoção da Virtude e Prevenção do Vício, Mohamad Sadeq Akif Mohajir, alertou que essas mulheres estavam violando a determinação dos talibãs. 

“Se não acatarem, falaremos com os responsáveis”, disse Mohamad. “Todo mundo que vive sob um sistema – e um governo, em particular – deve obedecer às leis e ordens desse sistema, então eles devem aplicar a ordem.” 

Os talibãs ordenaram que as mulheres que trabalham no governo sejam demitidas, se não cumprirem o novo código de vestimenta. Os funcionários também correm o risco de serem suspensos se suas esposas, ou filhas, não acatarem a ordem.

Fonte: G1.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.

Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo
entre em contato com nossa equipe comercial.