Polícia Militar de Tupã impede tragédia em ocorrência de violência doméstica nesta quarta-feira (18)

Na manhã desta quarta-feira (18), por volta das 5h55, a Polícia Militar foi acionada para atender uma grave ocorrência de violência doméstica, um tipo de ocorrência que exige muita cautela e preparo dos Policiais porque os ânimos no local geralmente estão sempre exaltados.

Porém mais uma vez o trabalho efetivo das forças de segurança da cidade de Tupã demonstrou a excelência de nossos Policiais, que imediatamente se deslocaram para o endereço da iminente tragédia.

Antes da chegada da Polícia Militar, o agressor havia desferido uma facada no próprio irmão, ferindo-o no tórax. Também desferiu golpes de faca no antebraço esquerdo e punho direito de sua companheira e agrediu fisicamente a cunhada, que estava com diversas escoriações pelo corpo.

No local, esquina da rua Clóvis de Oliveira com a rua Joaquim Murtinho, os Policiais encontraram o agressor, que estava com uma faca na mão e segurava sua amásia pelos cabelos, proferindo ameaças a todo momento.

A área foi isolada e os Policiais Militares iniciaram contato verbal com o indivíduo. Após uma longa negociação, o agressor concordou em soltar a vítima, mas mantinha-se agressivo e irredutível quanto a dispensar a faca.

Em uma atitude abrupta, o sujeito correu em direção a sua residência dizendo que pegaria uma arma de fogo e aí conversaria com as guarnições. No intuito de impedir tal ato, mas com intenção de preservar as vidas no local, as equipes utilizaram a arma taser para conter o agressor, porém o disparo se fez ineficiente já que um dos dardos foi obstruído por um móvel.

Spark – A pistola Taser trata-se de um dispositivo eletrônico não letal de contenção

O indivíduo arrombou a porta dos fundos da sua residência, para tentar alcançar a arma. Os Policiais então contiveram o agressor, que durante a imobilização ainda desferiu socos e chutes contra a equipe, mas foi imobilizado e algemado.

Com a situação controlada, foram feitas buscas na residência e localizada a arma de fogo, uma espingarda, que foi apreendida juntamente com a faca. Na Central de Polícia Judiciária a Autoridade Policial ratificou a prisão em flagrante por violência doméstica, lesão corporal, posse de arma de fogo, porte de arma branca, ameaça, desacato e resistência.         

Atenderam a ocorrência os Policiais Militares Cabo Emerson, Cabo Mauro, 1º Sargento Moisés, Cabo Alex e Cabo Soares.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.