Sábado de Ouro: Brasil conquista três medalhas e bate recorde de ouros em um dia

Pela primeira vez na história, o Brasil conquistou três medalhas de ouro em um único dia das Olimpíadas. Com as conquistas de Isaquias Queiroz (canoagem)Hebert Conceição (boxe) e o bi do futebol masculino, o Brasil igualou em Tóquio o recorde de medalhas de ouro em uma única participação dos Jogos Olímpicos. Neste sábado, a um dia para o fim das Olimpíadas, o Brasil chegou ao sétimo ouro no Japão, equiparando com a marca da Rio 2016.

Hebert Conceição é ouro nas Olimpíadas — Foto: Wander Roberto/COB

Isaquias Queiroz medalha de ouro no C1 1000m — Foto: André Durão/ge

Jogadores e funcionários da seleção brasileira masculina de futebol campeã olímpica — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O recorde pode crescer neste domingo (8) com duas chances de ouro. O Brasil está na final do vôlei feminino contra os Estados Unidos, à 1h30 (de Brasília). No boxe, Beatriz Ferreira está na decisão da categoria até 60kg com a irlandesa Kellie Anne Harrington, às 2h. No último dia dos Jogos, o Brasil também três representantes na maratona, mas os africanos, especialmente os quenianos, são favoritos na prova mais nobre do atletismo.

O Brasil já garantiu a melhor campanha da história. Com sete ouros, quatro pratas e oito bronzes, o país vai somar no mínimo duas pratas no domingo. No Rio, a delegação verde-amarela conquistou sete ouros, seis pratas e seis bronzes.

As finais do domingo, porém, vão definir se o Brasil vai conseguir também a melhor posição no quadro de medalhas. A 13ª colocação da Rio 2016 só deve ser superada em Tóquio com novas medalhas de ouro no domingo. França, Nova Zelândia, Hungria, Canadá, Coreia do Sul e Cuba estão no páreo com o Brasil.

O Brasil jamais havia conseguido mais de dois ouros num único dia em Jogos Olímpicos. Até o feito deste sábado, atletas do país haviam faturado um título olímpico mais de uma vez no mesmo dia em apenas duas edições. Os dois ouros de Moscou 1980, ambos na vela, foram conquistados em 29 de julho: Lars Bjorkström/Alex Welter na classe tornado e Marcos Soares/Eduardo Penido na classe 470. Na programação de 18 de agosto do Rio 2016, a dupla Martine Grael/Kahena Kunze ganhou a classe 49er FX da vela e a parceria Alison/Bruno Schmidt foi campeã do vôlei de praia masculino.

Fonte: ge.globo.com

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.