Sem a música, a vida seria um erro

Orquestra Municipal completou 73 anos de sucesso

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, parabeniza a Orquestra Municipal “Maestro Júlio de Castro” (também conhecida como Big Band tupãense) pelos 73 anos de muita música e sucesso comemorados dia 10 de julho. O conjunto é ativo em diversas realizações de Tupã e região e já marcou presença em diversas cidades de outros estados.

A “Big Band” está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura e conta com uma biblioteca musical de 200 arranjos de ritmos populares em geral, com forte influência do jazz e leitura especial para a MPB. Repertório este que possibilita a participação em diversos tipos de eventos, que vão desde solenidades a aniversários de cidades.

Em 2017, quando a Orquestra completou 70 anos, a Prefeitura inaugurou um monumento temático na Praça da Bandeira, ressaltando a importância desta para a cultura e arte da cidade. Já em 2018, a Big Band foi uma das protagonistas do livro Big Bands Paulistas e participou tocando no evento do relançamento da obra.

Diversos eventos tradicionais da cidade contam com a presença e participação garantida da Orquestra, como o “Tupã Folia”, “Arraiá do Padroeiro”, aniversário de cidade, programação natalina, formatura de atiradores do Tiro de Guerra, 9 de Julho, entre outros. Para cada tipo de evento a Orquestra leva um repertório especialmente selecionado, sendo arranjado e ensaiado previamente.

Atualmente, a Orquestra conta com 25 integrantes e, devido à pandemia do novo coronavírus, interrompeu suas atividades, como ensaios semanais às segundas-feiras, a partir das 20h no Espaço Cultural José Anselmo Filho – “Zé Pretinho”, situado na Praça da Bandeira; e cumprimento de agenda de eventos.

O secretário municipal de Cultura, Duda Gimenez, enfatizou a importância de ter uma orquestra deste nível, sendo referência para a região e participando em eventos até de outros estados. Duda parabenizou a Big Band pelos 73 anos e salientou que esta vem se modernizando e atualiza constantemente seu repertório e técnica, possibilitando seu sucesso por décadas, unindo obras do passado e do presente em sua biblioteca musical.

“A história da Orquestra Municipal tem forte ligação com a história da cidade, evidenciando a preocupação das autoridades em fomentar a cultura e arte desde os primeiros anos de Tupã. Os mais de 70 anos e o grande número de pessoas que acompanham a Big Band demonstram que a população e o Poder Público apoiam a música e admiram os trabalhos do conjunto. Parabenizo a Orquestra pelos 73 anos, e desejo muitos anos de sucesso e música, animando os eventos e realizações”, disse.

O prefeito Caio Aoqui parabenizou o grupo pelo sucesso e destacou que é um grande prazer contar com um conjunto musical que une tradição e qualidade, representando a cidade por onde passa. O chefe do Executivo também salientou que desde as recomendações de distanciamento social, a orquestra interrompeu suas atividades, sendo uma medida para proteger os integrantes e o público.

“A Orquestra Municipal é um importante símbolo da música em nossa cidade, sendo muito requisitado nos diversos eventos e celebrações tradicionais de nossa do município. Hoje, nossa querida Big Band celebra 73 anos de fundação, demonstrando que a união de tradição com técnica e qualidade funciona perfeitamente. Desejo muitos anos para a Orquestra e que continue sendo referência, se atualizando e mantendo a qualidade”, parabenizou.

Ritmo da Orquestra

Big band é o grupo instrumental que utiliza o estilo de jazz conhecido como swing, muito popular nos Estados Unidos dos anos 20 aos anos 50. No Brasil, o estilo se popularizou nos anos 50.

Entre as big bands mais conhecidas estão as de Nelson Riddle, Maynard Ferguson, Dizzy Gillespie, Count Basie, Duke Ellington, Glenn Miller, Benny Goodman e Frank Sinatra.

Foi nas big bands que surgiu a expressão band leader, em que um músico (normalmente o 1º trompetista), influencia toda a banda, que se inspira e o segue na linguagem e dinâmica ao interpretar certas frases do arranjo da música.

Já o swing, que popularizou as big bands, é conhecido pela qualidade técnica, perfeito acabamento formal, arranjos elegantes e caráter dançante.

O gênero tem fãs fiéis até hoje, mas não conta com o experimentalismo nem a ousadia de outros estilos de jazz como o bebop ou free jazz. O swing utiliza fórmulas bem testadas que são adotadas pelos músicos, arranjadores e band leaders.

No Brasil, diversos grupos mantêm a chama das big bands, como a Big Band do Conservatório de Tatuí (SP) e a Leopoldo e Orquestra Tupã (SP), ambas com carreiras profissionais e muitos anos de atividades ininterruptas entre outras. A Orquestra Municipal “Maestro Julio de Castro” mescla influências do jazz norte-americano com a música popular brasileira e latina em perfeita sintonia.

História da Big Band Tupãense         

A história da Orquestra Municipal “Maestro Júlio de Castro” teve início em 1947, na época intitulada “Banda Musical Municipal”. Um projeto simples, porém ambicioso para aquele período. A iniciativa de se ter um grupo musical na cidade foi de João Messas e Américo Scandiuzi apoiados pelo, então, prefeito Luiz de Souza Leão, fundador de Tupã.

Souza Leão não só apoiou, como contratou um maestro para o grupo, maestro Júlio de Castro, juntamente com os sete filhos do maestro, todos eles músicos; além de alguns outros músicos de Tupã e Iacri.

Inicialmente eram 18 integrantes, que se apresentavam com o objetivo de alegrar as domingueiras na Praça da Bandeira. Posteriormente o nome foi mudado, para Orquestra Júlio de Castro, homenageando o primeiro maestro. O aumento de integrantes e instrumentos foi notável com o passar do tempo.

Atualmente a Orquestra está sob a batuta de Anderson Amorim e conta com 25 integrantes. O maestro enfatiza o amor dos integrantes pela música. “Somos apaixonados pela música. Ensaiamos uma vez por semana, todos juntos, mas em casa todos estudam por mais de uma hora por dia. Nós fazemos isso por amor à música e à nossa cidade” enfatiza o maestro.

Formação atual da orquestra

Atualmente a “Big Band” conta com 25 integrantes, sendo eles: Anderson Amorin (Diretor Técnico, Regente e Band Leader). No naipe de saxofones tem: Valter e Gutnik (Sax Alto); Elí, Marli e Livino (Sax Tenor); Luciano (Sax Barítono).  Já no naipe de trombones são: Antonio Carlos, Anderson, Carlos e Weslley (trombones).

No naipe de trompete são: Roberto, Dr. Valdir, Wagner Roberto, Rodrigo e Wolf Nobel (trompetes). Na harmonia e ritmo são: Dondinho e Sérgio (teclados); Ivan (guitarra); Claudinho (baixo elétrico); Markinho e Jiuliano (bateria); Lobão (percussão); Bell (lady crooner – cantora); Paulinho (sonoplasta – técnico de som); e Ferreira (músico arranjador).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.