Até um dia, eterno Ditto!

Em um ano marcado por tantas tristezas e inseguranças, o artista e colunista Tupãense Expedito de Oliveira, muito conhecido por Ditto, meu amigo em especial, desde muito tempo antes de sua coluna Social, que fez a alegria diariamente de muitos tupãense, partiu inesperadamente.

Tive o privilégio de conviver com meu amigo Ditto, ainda jovem, quando trabalhávamos no almoxarifado da Oficina Continental, ali na rua Brasil, e desfrutar de sua irreverência, de sua capacidade artística e das boas histórias que não perdia a oportunidade de contar.

Não fazia ideia que mais tarde, meu amigo se tornaria uma das grandes celebridades da região de Tupã.

O jornalista Expedito de Oliveira, conhecido por Ditto, tinha 56 anos completados no último dia 9 de abril, Ditto exerceu uma longa carreira a frente do jornalismo tupãense, sendo muito conhecido por sua participação em eventos sociais e a edição diária, por mais de 25 anos de uma coluna social que leva seu nome no Jornal Diário de Tupã.

Ditto especializou-se em retratar os eventos mais importantes de Tupã e Região e fotografar personalidades que se destacam na cidade, em todas as esferas. Nos últimos anos Ditto também prestava assessoria empresarial, atuando no Grupo Visão, Cachaçaria Água Doce, entre outros.

Muito querido, Ditto também apresentava suas análises no rádio tupãense e TV Câmara, onde fazia questão de emitir suas opiniões acerca dos principais problemas locais e cobrar as autoridades.

Uma pessoa ímpar, de família humilde, simples e honesta, que soube aproveitar as oportunidades e se transformar em um ícone local. Hoje utilizo a coluna JUSTIÇA & CIDADANIA pelo qual sou responsável, para prestar uma homenagem para um grande amigo que acaba de partir.

Acho que ainda não consigo acreditar, nossos corações estão em luto, sentiremos saudades de você amigo Ditto, que assim, FICADITTO.

É muito estranho saber que vamos acordar e não ver sua coluna estampada no nosso diário local. Espero que saiba quanto você significa para Tupã e nossa população. Sua falta será sentida todos os dias.

Adeus, meu bom amigo, e que você descanse em paz.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Carlos Henrique Luques Ruiz

Carlos Henrique Luques Ruiz

Dr. Carlos Henrique Luques Ruiz - Advogado atuante desde 1999; Pós Graduado em Direito Tributário; Contador; Pós Graduado em Perícias Contábeis e MBA em Gestão Pública com ênfase em Cidades Inteligentes.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.