Aula em casa não é uma tarefa fácil

Educação faz balanço das atividades feitas em casa e Secretaria avalia aceitação dos pais e alunos com aulas não presenciais

A Secretaria de Educação de Tupã fez uma avaliação do desenvolvimento das atividades remotas, oferecidas aos alunos da Rede Municipal em função do adiamento do retorno às aulas presenciais por causa da pandemia de Coronavírus (Covid-19). A equipe gestora das unidades de ensino aponta que o projeto tem em média 86% de aprovação.

De acordo com o secretário de Educação, professor Valdir Berti, avaliar o andamento do projeto “Distantes sim, isolados não. Família + escola: uma parceria que dá certo” é importante para encontrar pontos que precisam ser melhorados, por se tratar de uma ação inédita no município.

“Ao adotar novos métodos, precisamos analisar o que está dando certo e aquilo que precisa ser corrigido, ou seja, avaliar e replanejar”, disse Valdir. Conforme o secretário, o projeto mostra pontos positivos e outros de maior fragilidade que deverão passar por um replanejamento.

Valdir afirma que para os educadores envolvidos no envio de material de estudo via canais de comunicação online ou impresso, entre os aspectos mais otimistas do projeto está a aceitação dos pais e dos alunos.

“Conversando com os responsáveis pelos estudantes, percebemos que em todas as escolas a aprovação foi superior a 75%; isso nos deixou muito felizes e motivados”, comemorou.
A Rede Municipal de Educação atende quase 4.200 alunos das creches, pré-escolas, Anos Iniciais (1º ao 5º ano), e projetos de contraturno. E conta com a colaboração de aproximadamente 800 profissionais da área educacional.

Para o professor e secretário, a iniciativa deve passar por uma revisão pautada nos índices de reprovação. “Temos que entender o que desagradou aqueles 14% do total de envolvidos. Sabemos que oferecer aulas não presenciais é uma tarefa difícil e desafiadora. O material está com as crianças, mas alguns pais não tem internet, ou os responsáveis não tem tempo para acompanhar as atividades do filho. Nosso replanejamento será voltado ao fortalecimento do contato com esses pais, marcando, inclusive, encontros presenciais na escola”, explicou.

Desde o início, o material foi selecionado de acordo com as dificuldades esperadas de aplicação prática sem a didática de um professor. A Secretaria de Educação planeja discutir com a equipe de diretores, vice-diretores, coordenadores e professores formas de avaliação adequadas e essa nova realidade.

Compreendemos que os pais não são professores, por isso a necessidade de atendimento remoto intensivo. Temos que considerar também, formas de avaliações para diagnosticar o que nossos alunos estão aprendendo”, informou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.