Polícia Militar apresenta nova tecnologia para a população Tupãense

As Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA – Remotely Piloted Aircraft), popularmente conhecidas como “drones”, vêm se difundindo cada vez mais pelo mundo e a operacionalização dessas inovações tecnológicas pela Polícia Militar evidencia sua excelência em segurança pública a serviço da população.

O novo equipamento foi apresentado durante solenidade militar que aconteceu na última sexta-feira (10) no 9º BPM/I e nesta quinta-feira (16) foi realizada a primeira operação em nossa cidade.

O Comandante da 2ª Cia de Tupã, Tenente Butarelli informou que a Polícia Militar começa a utilizar veículos aéreos não tripulados, os famosos drones, para o monitoramento e realizou a primeira operação policial em nossa cidade com o auxílio dessa tecnologia.

A operação foi realizada nas imediações da Praça da Bandeira e Feira Livre com vistas a grande movimentação de pessoas e veículos na região e se deslocou para um dos principais cruzamentos do município, entre a Avenida Tamoios e a Rua Aimorés.

De acordo com a corporação, o equipamento vai ser utilizado em dias de grande movimento, como por exemplo no período do carnaval e constantemente no trabalho ostensivo que a Polícia realiza, para prevenção de crimes como roubos, furtos e tráfico de drogas. Também será utilizado para mapear e apontar problemas no trânsito.

A operação desta quinta-feira contou com a participação de grande efetivo da Polícia Militar, inclusive com a presença do Canil, que estavam prontos para agir caso algum ilícito fosse observado pelas imagens, que são transmitidas com alta resolução e em tempo real para os Policiais responsáveis.

Tente localizar o drone

Conforme o Tenente Butarelli declarou: “Os drones podem operar em grandes alturas e de modo silencioso, o que os torna imperceptíveis. O aparelho que será utilizado aqui em Tupã tem capacidade para operar até 9 km da base, com 2 mil metros de altura e à uma distância de 25 metros ele capta imagens em alta resolução que possibilitam identificar até a cor dos olhos de um indivíduo. Pode ser operado também à noite”.

“Com essa aquisição a Polícia de Tupã deu um salto muito importante na eficiência de suas missões, igualando-se tecnicamente quanto ao uso de RPAs às melhores unidades policiais do mundo”

“Ele vai auxiliar os Policiais nas tomadas de decisão e de modo ostensivo, na prevenção de crimes como roubos, furtos e tráfico de drogas. Com o equipamento, por exemplo, é possível obter o perfil das pessoas que circulam por um determinado bairro da cidade e também será utilizado para mapear e apontar problemas no trânsito, com uma visão mais ampla” finalizou o Tenente Butarelli, Comandante da 2ª Cia do 9º BPM/I.

Excelência do trabalho da Polícia Militar

A Polícia Militar do Estado de São Paulo já estuda desde 2010 a utilização de DRONES e está implementando o programa Dronepol, com inserção de drones no sistema Olho de Águia para transmissão de imagens em tempo real ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom).

O custo operacional para um drone de alta tecnologia é 140 vezes menor do que o custo operacional de um helicóptero Águia da Polícia Militar, que será resguardado para ser utilizado em situações que sua presença seja imprescindível.

O Tenente-Coronel Mário Sérgio Nonato disse que: “A corporação trabalha sob o tripé motivação, tecnologia e inteligência. O equipamento, do segmento DJI importado, está sendo operado na região do 9º Batalhão de Polícia Militar do Interior, por três Policiais altamente preparados, que fizeram o Curso de Especialização de Operador de RPAS, no Comando de Aviação da PM, em São Paulo, onde são formados os pilotos dos Helicópteros Águia”.

Os policiais habilitados para operar o drone em nossa região são o Tenente Butarelli, o 1º Sargento Tenório e o cabo Paulo Sérgio Queiroz.

Eles concluíram o curso e estão atuando de acordo com as normas vigentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Departamento de Controle de Espaço Aéreo (Decea).

Para realizar as operações, a Polícia Militar solicita autorização antecipada a órgãos de aviação, seguindo protocolos da Anac, como cautela em relação às rotas de voos.

O equipamento da Polícia Militar possui um dispositivo com informações de cartas aeronáuticas que não deixa ele funcionar quando colocado em rotas de aviões.

As imagens captadas pelo drone são armazenadas no equipamento e no controle operacional dele e respeitam todos os critérios de confidencialidade.

Exemplo

Para manter a segurança e auxiliar na realização da Corrida de São Silvestre, que é um evento internacional de grande porte e reuniu milhares de pessoas na cidade de São Paulo, a Polícia Militar utilizou drones para o monitoramento em tempo real da prova, mas também foram empregadas e necessárias diversas modalidades de policiamento, como Policiamento Ostensivo a Pé, Policiamento com Bicicletas, Força Tática, Batalhão de Ações Especiais de Polícia, entre outras. E ainda houve apoio dos Comandos de Policiamento de Área, do Comando de Policiamento da Capital, além de Unidades Especializadas da área de Choque, Bombeiros e Policiamento Aéreo.

Para finalizar, a utilização da tecnologia jamais vai substituir a força humana, mas ela chega com certeza para somar e auxiliar o trabalho do Policial.

Vídeos da 1ª Operação Policial com utilização de drones em Tupã

LINKS SOBRE O TEMA:

A ANAC criou regras para as operações civis de aeronaves não tripuladas, também conhecidas como drones

9º BPM/I realizou a primeira Operação Policial com drone

Polícia Militar de Tupã realiza treinamento com veículo aéreo não tripulado

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.