GATOS AINDA SÃO ABANDONADOS NOS CEMITÉRIOS

Quem visitou os cemitérios municipais neste final de semana pôde perceber a presença de centenas de gatos, que vivem abandonados nesses espaços públicos. Essa ocupação de animais no local é resultado da prática de abandono que ainda acontece na cidade, fazendo de suas principais vítimas filhotes de gatos.
Atualmente, o espaço que possui o maior número de animais abandonados é o Cemitério São Pedro, na Rua Guaicurus. Por sorte, esses animais contam com a ajuda de voluntários que os alimentam, deixando água e ração nos cemitérios.


Mas, apesar do voluntarismo na causa animal, a ocupação desses animais nesses locais se torna questão de saúde pública. A falta dos devidos cuidados, e o grande número de animais nos cemitérios aumenta o risco de doenças.
E uma das alternativas para evitar o aumento de cães e gatos abandonados nas ruas é realizar a castração desses animais.
A Prefeitura de Tupã informou, em nota, que o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) continua oferecendo o serviço de castração em cães e gatas. “Os agendamentos de castrações para fêmeas já foram encerrados. Mas em janeiro teremos um novo período para agendamento”, afirmou.
De acordo com a prefeitura, as seiscentas castrações para gatas e trezentas para cadelas já foram agendadas. “Estamos fazendo as castrações gradativamente nos meses consecutivos”, explicou.
A prefeitura explicou que as castrações de cães e gatos ocorrem às sextas-feiras, na sede do CCZ, localizada na vicinal São Gonçalo. Os agendamentos para castrações de cães e gatos machos devem ser solicitados na Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Paiaquás, 370.

Fonte: Jornal Diário.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.