Trinta autuações por falta de uso da máscara já foram registradas, fiscalização continua monitorando estabelecimentos e praças

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, alerta para a necessidade de a população continuar respeitando as medidas sanitárias para prevenção ao coronavírus.

Apesar da queda no número de casos da doença em razão do avanço da vacinação em Tupã, a obrigatoriedade do uso de máscara e do respeito ao distanciamento social ainda não foram suspensos.

De acordo com a diretora de Departamento de Vigilância em Saúde, Joselaine Pio Rocha, a fiscalização para cumprimento do Decreto Estadual sobre as restrições da taxa de ocupação dos estabelecimentos e de distanciamento em espaços privados e públicos não parou.

“As equipes da Vigilância Sanitária, em parceria com a Polícia Militar, têm constado que o uso de máscara está cada vez menor, já foram 30 autuações apenas nesse sentido. Além disso, é muito comum encontrarmos jovem compartilhando garrafas de bebidas e Narguilés nas praças, uma situação preocupante”, declarou.

Manter as medidas de prevenção a proliferação do SARS-CoV-2 é essencial, pois é pelo acúmulo de infecções que o vírus passa por mutações e gera novas variantes, muitas vezes mais transmissíveis e letais.

O decreto nº 9.147/2021 acompanha as mudanças adotadas pelo governo estadual, e os estabelecimentos devem limitar a presença de até oito pessoas por mesa, e monitorar a entrada e saída de clientes de máscara.

Apesar do fim do toque de restrição, as máscaras devem ser usadas todo o tempo, e a população deve evitar aglomerações.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.