Abner Teixeira fica com o bronze no boxe nas Olimpíadas

Abner Teixeira conquista o bronze ao perder para cubano – Julio La Cruz — Foto: AFP

boxe brasileiro sofreu duas derrotas para pugilistas cubanos nesta terça-feira, em lutas decisivas para definição de medalhas das Olimpíadas de 2020. O peso pesado (até 91kg) Abner Teixeira perdeu para Julio la Cruz nas semifinais, ficando com o bronze da  sua categoria. Já Wanderson de Oliveira foi superado por Andy Cruz nas quartas de final do peso leve (até 63kg), deixando o evento em Tóquio. 

Com a derrota de Abner, o Brasil passa a contabilizar 13 medalhas nas Olimpíadas, sendo, agora, sete de bronze, além de três de ouro e três de prata. Mas estão garantidas outras duas medalhas no boxe, com Beatriz Ferreira (até 60kg) e Hebert Sousa (até 75kg), que já avançaram às semifinais. Além disso, o futebol masculino será ouro ou prata. 

Em sua luta contra Julio la Cruz, Abner perdeu por decisão dividida dos árbitros – 4 a 1. Foram três triunfos por 30 a 27 para o cubano e outro por 29 a 28. Já um jurado apontou 30 a 27 para o brasileiro. 

“Estou p…, ninguém gosta de perder. Treino para não acontecer isso, mas infelizmente aconteceu. Estou feliz pelo fato de ser medalhista, vim aqui para isso. É a realização de um sonho, não só participei das Olimpíadas, mas ganhei medalha. Lá atrás, eu não pensava em ser medalhista, só em participar”, disse Abner, em entrevista ao SporTV. 

O primeiro round foi equilibrado, mas de predomínio do cubano. Abner até começou melhor o combate, mas depois passou a ser castigado pelo seu adversário. Assim, quatro jurados apontaram o triunfo do pugilista de Cuba. No segundo, dois avaliaram como vitória do brasileiro, que sofreu com algumas sequências de golpes do adversário que, assim, encaminhou o seu triunfo. Ele se confirmou no terceiro round, com quatro jurados apontando a vitória do cubano, que acertou muitos golpes no fim da luta. 

“Ele soube usar a experiência. Eu estava me sentindo muito bem para essa luta, não tem desculpa. A luta ficou um pouco agarrada, acho que foi estratégia dele. Mês que vem eu tenho o Mundial Militar em Moscou, já vou treinar pra isso. E em outubro tenho o Mundial, que é outra meta minha, ser campeão”, concluiu o medalhista de bronze. 

Abner Teixeira vinha de duas vitórias nas Olimpíadas. Ele havia derrotado o britânico Cheavov Clarke por 4 a 1 na estreia, repetindo o resultado nas quartas de final, quando venceu Hussein Iashaish, da Jordânia, o que lhe garantiu no pódio dos pesos pesados. 

Abner Teixeira se esforçou, mas foi derrotado pelo cubano Júlio La Cruz na semifinal do boxe – Foto: Wander Roberto – 3.ago.2021/COB

Fonte: CNN Brasil

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.