Santa Casa de Tupã agora tem 50 leitos exclusivos para coronavírus

Com ampliação, UTI está com 25 leitos, mais 20 de enfermaria e 5 extras, todos exclusivos para Covid.

Em virtude da parceria com sete municípios da microrregião de Tupã, desde o início de junho a Santa Casa pode atender 25 pacientes na UTI Covid-19. Os 10 novos leitos estão disponíveis para a população local e pessoas de cidades em que o sistema de saúde esteja superlotado.

A Santa Casa possuía 10 leitos na chamada UTI – B. Eles foram transformados e adequados ao atendimento de casos confirmados da doença, graças a uma subvenção de R$300 mil. “Isso é resultado da união entre os prefeitos de Arco-Íris, Bastos, Herculândia, Iacri, Parapuã, Queiroz, Rinópolis e Tupã. É um ganho muito importante para nós e para toda a região”, declarou o prefeito Caio Aoqui. Os gestores da irmandade solicitaram autorização de abertura para a DRS – IX de Marília, aproveitaram o pessoal efetivo e investiram na reestruturação dos equipamentos.

Esta é a terceira ampliação no número de leitos disponíveis para tratamento intensivo de pessoas infectadas pela doença no município. No fim do ano passado foram ampliados 5 leitos de UTI e Enfermaria, e no mês passado a Prefeitura de Tupã viabilizou que uma das médicas da Atenção Básica assumisse turno integral na Santa Casa, possibilitando a criação de mais 5 leitos extras. “Em 8 meses nós dobramos o número de vagas disponíveis, porém se a população não colaborar e diminuirmos a transmissão, nada vai adiantar”, completou o prefeito.

Além disso, a administração municipal designou quatro novos auxiliares de enfermagem para atuar na Santa Casa. O aumento no quadro de funcionários permite que os 5 leitos sejam ativados quando necessário. Conforme o vice-prefeito Renan Pontelli, isto evita que o sistema de saúde municipal entre em colapso. “Somando os 20 leitos clínicos, os 25 leitos de UTI e os 5 leitos extras, Tupã pode chegar a atender 50 pessoas simultaneamente. No entanto, precisamos evitar a proliferação da doença, para que a cada dia as taxas de ocupação estejam mais baixas”.

As instituições de saúde vinculadas à Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo são monitoradas pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS). Este sistema coordena a disponibilidade de leitos para quadros de urgência e emergência.

“Desde o início da pandemia, os especialistas alertavam a população sobre a possibilidade de colapsar o sistema de saúde. Por isso, já recebemos pessoas de outras regiões, e pode ser que pessoas daqui sejam transferidas para fora da cidade. Nosso esforço deve ser para não precisarmos de leitos, porque estaremos sempre à disposição para salvar e acolher vidas”, declarou o secretário de Saúde, dr. Miguel Ângelo de Marchi.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.