Pacientes de Bastos com Covid serão obrigados a usar pulseira de identificação

Imagem ilustrativa

Moradores de Bastos suspeitos de contágio pelo coronavírus ou que testaram positivo para a doença, cujo estado de saúde permite ficar em isolamento residencial, serão obrigados a usar pulseira de identificação. 

A medida é determinada por decreto que entrará vigor segunda-feira (24), com validade até 7 de junho, mas passível de prorrogação. 

O prefeito Manoel Rosa antecipou as principais regras constantes no texto em live no final da tarde de quinta-feira (20), após o fechamento da edição do jornal Tribuna que circula nesta sexta-feira.

 Na pulseira terá a indicação da data em que o paciente poderá retirá-la, ou seja, após o término da quarentena. O objetivo, segundo o prefeito, é fazer com que infectados ou suspeitos permaneçam em sua casa durante o período de transmissão do coronavírus e não contagiem outras pessoas. 

Os pacientes serão monitorados pela Vigilância Sanitária Municipal durante o período de isolamento. Receberão telefonemas e visitas aleatórios de servidores do órgão, ou seja, sem data marcada, de surpresa. 

Essa checagem é para averiguar se o paciente está cumprindo a quarentena.

 A pulseira só será retirada na data agendada e na unidade da rede básica de saúde previamente indicada. 

O prefeito adiantou também que a Vigilância Sanitária terá uma lista atualizada diariamente de todos os pacientes que se encontram em isolamento residencial e que o nome de cada um só será removido da relação no momento em que a quarentena for concluída. 

Revelou que a lista será encaminhada à Polícia Miliar, responsável pela fiscalização, ao lado da Vigilância Sanitária. 

Ainda de acordo com Manoel Rosa, em caso de flagrante de paciente descumprindo o isolamento residencial, a polícia vai aplicar multa por meio do CPF do infrator. 

O valor, fixado pelo governo estadual, é de 19 UFESPs (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), o equivalente a R$ 552,71. 

O prefeito disse que a cifra arrecadada com essas autuações será direcionada a ações de enfrentamento à Covid e a outras doenças. “Já se discutiu muito como é que as pessoas podem estar com Covid-19 e continuar andando pelas ruas da cidade, indo no bar, supermercado, feira, como se nada estivesse acontecendo, e propagando o vírus para outras pessoas. 

Não podemos mais admitir esse comportamento de alguns moradores da nossa cidade”, enfatizou.

Fonte: Jornal Tribuna

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.