Alunos de Graduação da área da saúde retornam amanhã (3) aulas presenciais

Retomada será gradativa e prevê retorno da educação básica ao ensino superior

A Prefeitura de Tupã apresentou na manhã de sexta-feira (30) novas medidas em vigor no município. Entre elas, os decretos para retorno controlado das aulas presenciais nas redes de ensino público e particular, conforme a Fase de Transição instituída pelo governo de São Paulo.

O decreto municipal (9.039/21) estabelece que as instituições de Ensino Técnico e Superior que oferecem cursos de farmácia, enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, educação física e biomedicina estão autorizadas a retornar para a modalidade presencial a partir de segunda-feira (3).

No Ensino Básico a volta está prevista para 7 de junho, para 1.030 alunos do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental. O secretário de Educação, professor Valdir Berti, informou que estas turmas serão as primeiras em razão do impacto pedagógico. “As crianças de 7 a 8 anos estão em fase de alfabetização, e a qualidade do ensino nessa etapa da vida escolar é determinante para toda formação delas”, explicou.

A adesão ao sistema presencial é opcional, e ficará a critério dos responsáveis encaminhar os estudantes às escolas, pois as aulas remotas serão mantidas. Para as demais turmas do Ensino Fundamental ao Médio da rede pública, as aulas presenciais estão marcadas para 2 de agosto.

O professor Valdir destacou que outro decreto municipal foi publicado (9,028/21) para orientar as escolas particulares de Tupã, que juntas atendem 900 estudantes de todas as idades. Como o contingente de alunos é inferior ao da rede pública, no próximo dia 3 de maio estudantes do 1º ao 5º ano já poderão frequentar as aulas presenciais, desde que as instituições cumpram os protocolos de saúde estabelecidos.

Caso o monitoramento da pandemia permita a manutenção das atividades, as turmas do 6º ano ao Ensino Médio também retornarão em 7 de junho. Apenas a Educação infantil, creches e berçários não tem data prevista para atendimento presencial.

Cursos técnicos e de ensino superior que não sejam da área de Saúde voltarão em 2 de agosto. As medidas podem ser revogadas se houver regresso para a Fase Vermelha do Plano São Paulo.

O prefeito Caio Aoqui comentou ainda que a ampliação do grupo de profissionais da educação imunizados é determinante para que a rotina escolar seja reestabelecida mais rapidamente. “Apenas os trabalhadores do ensino básico a partir de 47 anos foram contemplados com a vacina. Só podemos programar novas mudanças com maior avanço da campanha de vacinação”.

Segundo o prefeito, de 15% a 20% do quadro de funcionários do setor recebeu a primeira dose contra a covid-19. As próximas etapas da vacinação dependem do envio de mais doses ao município e dos parâmetros definidos pelo Plano Nacional de Imunizações (PNI).

O vice-prefeito Renan Pontelli destacou que o município está no Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar) para adquirir doses e antecipar etapas, ampliando grupos prioritários. “Nós estamos vacinando toda a população conforme o PNI, mas quem sabe com a autorização para comprar vacinas possamos imunizar os profissionais da educação mais rapidamente”, finalizou.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.