Metade dos acidentes na chuva ocorre por imperícia

A temporada de chuvas de verão tem início e, com ela, o cuidado no trânsito é necessário, especialmente na rodovia. A CART Concessionária de Rodovias apurou que, nos acidentes registrados sob condições de pista molhada, de 2017 a 2019, a imperícia é apontada como principal motivo em 51% das ocorrências.   

Levantamento do setor de Operações da Concessionária também revela que a maioria dos condutores afirma ter perdido o controle durante a chuva intensa. No corredor de 444 quilômetros, durante o período avaliado, foram registradas 267 ocorrências com pista molhada, a maior parte, 66%, na SP-270 – Rodovia Raposo Tavares, seguida da SP-225 – João Baptista Cabral Rennó (26%); e SP-327 – Orlando Quagliato (8%). As saídas de pistas por perda do controle da direção totalizam 47 ocorrências, com 72%. 

Acidentes associados a chuva levantam ainda pontos de atenção da Concessionária em seu plano operacional. Em 2019, os municípios do Corredor que apresentaram maior incidência de acidentes associado a chuva foram Assis, Bauru, Palmital e Presidente Prudente.   

Além de redobrar a atenção, potencializar estratégias operacionais com atuações ostensivas com viaturas e profissionais, as informações nos painéis eletrônicos de mensagens nas rodovias são intensificados. A CART executou antecipadamente um plano de limpeza dos sistemas de drenagem ao longo do Corredor. “São procedimentos que continuam no cronograma de serviços de conservação da faixa de domínio. Isso garante que o escoamento pelos dispositivos de drenagem da rodovia será eficiente bem como neutraliza a possibilidade de acúmulo de água sobre a pista”, observa Luis Santos, gerente de Operações da CART.   

No período de chuvas, caso ocorra algum evento extraordinário, equipes de Obras da Concessionária estarão preparadas para atuação imediata, garantido a trafegabilidade e segurança ao condutor.   

Cuidados   

A chuva intensa reduz a visibilidade dos motoristas. A pista úmida, consequentemente, fica mais escorregadia. As altas temperaturas aumentam as possibilidades de pancadas ao fim do dia e à noite. Antes de pegar a estrada, o motorista deve verificar a previsão do tempo, checar as condições dos pneus, das lanternas, palhetas do limpador, limpeza e condições do para-brisa.  

“A chuva na rodovia torna o trajeto mais arriscado. Isso porque o tempo de resposta da frenagem é mais demorado, principalmente, se algum pneu estiver ‘careca’. O motorista também deve considerar seus próprios limites, se a visibilidade for pequena, o melhor a fazer é parar no posto mais próximo, nas bases SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) da CART ou da Polícia Militar Rodoviária”, orienta Luis Santos.   

Trafegar por trechos iluminados e com recursos que dissipam os faróis dos veículos faz a diferença para o condutor neste período chuvoso. De Bauru a Presidente Epitácio, as rodovias da CART possuem milhares de balizadores refletivos que potencializam a orientação pela faixa de rolamento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.