Entrevista com o Pré-candidato a prefeito de Tupã Caio Aoqui

Eleições 2020

Jornalistas Ailime Piva e Muryllo Simon

Caio Aoqui, nasceu na cidade de Tupã em 11 de fevereiro de 1991. Seu despertar pela política começou desde muito cedo. Foi eleito durante dois mandatos como “Vereador Mirim” por meio do programa ‘Parlamento Jovem’, desenvolvido pela Câmara Municipal de Tupã. Em sua biografia registra participações em vários clubes de prestação de serviços e movimento estudantil.

Aoqui se tornou um dos mais jovens vereadores ao disputar as eleições no ano de 2012 e conquistar 1.099 votos, assumindo uma cadeira no legislativo. Seguindo sua vocação na vida pública, em 2016, com apenas 25 anos foi eleito vice-prefeito. Em maio de 2019, aos 28 anos, após cassação do então Prefeito Ricardo Raymundo (PV), Caio assumiu a Prefeitura.

Na entrevista, Caio reafirma sua vocação na vida pública, o trabalho desenvolvido ao longo de sua atuação e destaca que Tupã é uma cidade abençoada.

Confira a entrevista

1 – O que te motiva sair como pré-candidato a prefeito em Tupã?

Como sempre digo, eu tenho essa vocação desde criança, sempre realmente gostei disso, é algo que está no meu sangue, me motiva a acordar, lutar, trabalhar; poder estar nessa correria.   Quando a gente assumiu a Prefeitura, depois de um tempo de trabalho, montamos uma equipe que considero muito satisfatória, são pessoas nos diversos nichos e secretarias que realmente estão desempenhando bem a função. E o reflexo daquilo que executamos em pouco mais de um ano, as mensagens que recebemos de motivação, a questão da gente poder concluir aquilo que estava em andamento, independente de quem começou, quando começou, poder realmente ajudar a sociedade de um modo geral, fez com que colocasse o meu nome numa pré-candidatura à reeleição. É algo que sempre me motivou, considero como minha vocação, e também a gente sente por parte da população, dos grupos, esse incentivo para dar sequência ao trabalho que se iniciou há mais de um ano.

2 – Quando e em que nível já esteve ou está dedicado a alguma ação de interesse público?

O nível é total, eu tenho me dedicado, doado a minha vida ao meu cargo de Prefeito, atuando em várias áreas. Começa desde cedo, quando criança, por exemplo, eu já participava de várias atividades. Eu sempre gostei de ajudar as pessoas, de servir, organizar, ser útil. Ser vereador mirim me deu um destaque e participei ativamente de vários clubes de prestação de serviços e movimento estudantil. Fui presidente da Ordem DeMolay, integrei o Conselho Municipal de Alimentação Escolar, Diretório Acadêmico das Faculdades FACCAT, Interact e Rotaract Club de Tupã, e hoje eu sou rotariano. E assim ajudamos em várias ações na cidade, a maioria das pessoas já me viram nesse meio.

3 – Com a pandemia do novo coronavírus diversos serviços na área da saúde foram minimizados ou interrompidos, a exemplo, cirurgias eletivas. Como você vê a saúde pós-pandemia?

A respeito da saúde pública, desde o início tem sido uma prioridade, uma das principais questões foi a reabertura do pronto-socorro da Santa Casa, fazer o contato com o hospital, porque apesar de ser um hospital filantrópico particular, não podemos negar que ele é totalmente ligado a vida do município e principalmente a população. A saúde é muito complexa, porque nós precisamos saber dividir responsabilidades; o município é o responsável pela atenção básica da população, que é o atendimento médico nas Unidades Básicas de Saúde, o governo estadual é responsável pela média e alta complexidade, exemplo do AME e as cirurgias eletivas e medicamentos de alto custo, e depois tem a atribuição do governo federal que faz a distribuição de todas as vacinas, e faz todos os gerenciamentos de recursos e medicamentos de alto custo. Se os três fizessem com maestria o seu papel a engrenagem do Sistema Único de Saúde (SUS) estaria perfeita. A grande maioria dos municípios gasta o dobro do que a constituição determina, Tupã tem obrigação de gastar 15% com saúde e a cidade gasta de 27% a 30%. A questão das cirurgias eletivas é de responsabilidade do governo do estado, mas obviamente que o município atua interferindo e suprindo as demandas, pois infelizmente o estado não cumpre com seu papel. Nosso foco é uma parceria maior com a Santa Casa, para abrirmos definitivamente no prédio do São Francisco a Santa Casa II, que já está funcionando parcialmente com a maternidade e atendimentos ambulatoriais, como ortopedia. Já temos praticamente dois hospitais funcionando no município.

4 – Temos visto em Tupã um ativismo intenso em relação aos animais de rua. Qual a sua posição sobre o assunto, visto que envolve a temática saúde pública?

As pessoas sabem do amor e o carinho que temos pelos animais e a sociedade tem buscado defender e ajudá-los, inclusive eu quero parabenizar todos aqueles que tem se dedicado a essa causa aqui em Tupã, é um número grande de pessoas. E é uma enorme dificuldade realmente, nós já buscamos parceria com um deputado estadual que atua na área, já estive conversando com ele sobre essa parceria e ele tem previsão de nos apoiar com verbas neste sentido. Nós já tínhamos o serviço de castração municipal, quando a gente assumiu, contratamos um novo veterinário para estar auxiliando nas castrações de animais machos, já as fêmeas nós abrimos um processo de licitação, e uma clínica veterinária da cidade está realizando o serviço. Eram cerca de 200 castrações e nós praticamente já dobramos este número e estamos em cerca de 600 castrações anuais. A gente precisa também da conscientização da população neste sentido, não abandonar os animais e dar condições para o animal viver com dignidade.

5 – Educação é uma preocupação recorrente e acreditamos que ela é capaz de profundas transformações. Hoje estamos vivendo grandes desafios nesta área, tanto na educação básica, universitária e técnica. Você pretende manter a educação como uma de suas prioridades nos planos futuros?

A educação tem que ser um dos pontos de prioridade, nós infelizmente tivemos praticamente um “ano perdido” por conta da pandemia. Vínhamos caminhando com projetos importantes, não só na educação municipal, o Professor Valdir Berti é Educador e Mestre em Ensino pela USP, uma pessoa que tem dado uma contribuição muito grande, procurando sempre o avanço. Utilizamos o material SESI, e ele também queria fazer a implantação do Inglês, com vários projetos em andamento neste sentido. Nós temos feito a ampliação das nossas unidades municipais porque realmente os pais e as mães têm nos procurado. Como foi a entrega do Projeto do Raul de Mello Senra, que a comunidade pedia desde 2008, conseguimos concluir e entregar. Além disso, nós iniciamos o processo de licitação da Escola José Maris, na Zona Leste, e já estão quase finalizadas as obras de ampliação. Estamos construindo mais salas de aula e vamos concluir aquela obra em alguns meses, também já licitamos outra parte para uma nova ampliação. Junto com a educação básica, vem o Ensino Técnico, com o Instituto Federal, estamos lutando muito para conseguir o campus pleno, que vai ampliar e muito a oportunidade de vagas para os estudantes de Tupã e toda a região.
Capacitação e formação de professores é o que realmente nós precisamos, que já entra também na questão de geração de emprego e renda. Vamos qualificar os nossos jovens. Para a UNESP nós estamos fazendo a aquisição de uma área que vai poder ampliar a Universidade, tanto para pesquisas quanto para futuramente conquistar um novo curso para nossa UNESP. Eu sempre tive isso como meta, fiz vários pedidos, porque realmente a gente tem como referência o Instituto Federal e a UNESP, nós temos que potencializar isso. Falando de valorização, nós regularizamos toda a questão salarial dos nossos professores, das ADIs (Auxiliares de Desenvolvimento Infantil), então adequamos os salários, capacitamos, regularizamos a carga horária, enfim toda a parte estrutural e burocrática também.

6 – Na atualidade, o cidadão tem maior facilidade ao fazer críticas, apontar sugestões e, infelizmente, disseminar fake news. O chefe do executivo é essencial no processo de comunicação. Você pretende estar disponível para responder e/ou esclarecer os fatos que envolvem o interesse público?

Com certeza, fake news é um problema cotidiano que enfrentamos, ela acaba gerando pânico na população, traz desinformação, o que dificulta muitas vezes o trabalho, felizmente com ajuda da mídia e dos sites de notícia responsáveis procuramos acabar com isso, mas a legislação deveria ser mais eficiente para coibir essa prática.  Recentemente para manter um canal aberto de comunicação com a população criei uma página no facebook, e somente eu que acesso, que respondo, procuro na medida do possível sempre solucionar as dúvidas que surgem. Prefeito é prefeito 24h, não tem como se desligar, é algo constante, porque no caso de Tupã, você está responsável por 65.000 pessoas e a disposição tem que ser integral.

7 – Quais os desafios, na sua opinião, das eleições 2020 diante do cenário atual?

Um desafio para todos os candidatos, para a imprensa, população, porque vai ser realmente atípica, com algumas restrições. O meio digital será a principal ferramenta para o candidato chegar até o eleitor, se comunicar, por conta da pandemia do novo coronavírus e todos os protocolos que são necessários. Então, os desafios são grandes, porque a gente tem que realmente transmitir toda nossa mensagem com responsabilidade, devido essa questão. O próprio adiamento das eleições eu acho que foi muito inteligente, necessário; agora que nós estamos conseguindo baixar os números, em Tupã e acredito que no Estado, no País, então foi muito importante. E gostaria de parabenizar a imprensa (o espaço aqui disponibilizado) de ter a iniciativa de levar ao conhecimento dos Tupãenses quem são os pré-candidatos, e isso, é fundamental para o processo democrático.

Deixe sua mensagem para os Tupãenses

“Tupã é uma cidade abençoada graças a Deus, com muitas coisas boas, tem 100% de água e esgoto tratado, uma cidade que tem um dos melhores índices de segurança para se viver. Uma cidade com uma boa infraestrutura, tem a vocação para o agronegócio, ou seja, que tem níveis de IDH de primeiro mundo. Nós temos que ter orgulho em ser Tupãenses, de poder lutar pela nossa terra, fazer com muito amor e carinho aquilo que temos de melhor. O Tupãense é uma pessoa caridosa, hospitaleira, a gente vê nas atividades e ações sociais que são realizadas, é algo incrível o tamanho do coração do Tupãense! E é realmente com esse sentimento de amor e orgulho pela nossa terra que a gente quer estar sempre se dedicando a nossa cidade.”.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.