A Coleção Vaga-Lume

Tem horas que me acho um pouco saudosista, mas viajar no tempo às décadas passadas é sempre bom.

Lembro-me dos anos 90 quando estudava na Escola Bartira, uma das melhores escolas públicas que Tupã já teve.

Nessa época, a Coleção Vaga-Lume era sucesso entre os frequentadores da biblioteca da escola e a maioria, inclusive eu, tomou gosto pela leitura com essa série. Ela realmente formou uma geração de apaixonados pela leitura.

A Coleção Vaga-Lume foi lançada pela editora Ática em 1973, era voltada para o público infantojuvenil e tornou-se a principal referência literária de pelo menos três gerações de crianças.

Tinha aproximadamente 100 títulos em seu catálogo, divididos entre as séries Vaga-Lume e Vaga-Lume Jr.

Entre as obras que integram a coleção, as três mais vendidas são: “A turma da rua Quinze” (1990), de Marçal Aquino; “A Ilha Perdida” (1973), de Maria José Dupré; e “O Escaravelho do Diabo” (1974), de Lúcia Machado de Almeida.

Estima-se que somente a obra A Ilha Perdida, ultrapassou a marca de 3,5 milhões de exemplares vendidos.

As altas tiragens permitiam preços baixos para os livros da coleção e ficava fácil para as escolas comprarem.

Tenho vários livros da coleção Vaga-Lume, adquiridos por minha esposa em Sebos da Capital.

Na internet existem vários exemplares à venda, mas raramente se encontra a coleção completa.

Entre os títulos da coleção estão: Cem Noites Tapuias, Um Cadáver Ouve Rádio, Xisto no Espaço, Tonico, Menino de Asas, Sozinha no Mundo, O Rapto do Garoto de Ouro, O Feijão e o Sonho, O Mistério do Cinco Estrelas, Zezinho, o Dono da Porquinha Preta, A Serra dos Dois Meninos, Os Barcos de Papel, Menino de Asas, O Caso da Borboleta Atíria, Coração de Onça, O Gigante de Botas, A Ilha Perdida, Éramos Seis, Açúcar Amargo, Aventuras de Xisto e Cabra das Rocas.

Imagem de alguns títulos da Coleção

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Marcio Jorge

Marcio Jorge

Marcio Jorge é formado em Direito, Inglês e Mecânica de Motos. É apreciador de motos de alta cilindrada, viagens, música, cerveja e é colecionador de cachaças!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.