Marea, o carro bomba

O Fiat Marea que virou alvo de piadas nas ruas e na internet foi lançado em 1998 nas versões sedã e perua para substituir o Tempra no Brasil e parou de ser fabricado em 2007. Seus principais concorrentes da época eram o VW Santana e o Chevrolet Vectra.

Poucos exemplares restaram pelas ruas de Tupã e nenhum está nas mãos de colecionadores.

Mas porque o Marea ganhou o apelido de bomba? Porque sofre tanto bullying?

Na época, o carro contava com uma mecânica moderna e sofisticada, a mesma dos Mareas Europeus, suas revisões eram caras e os proprietários não conseguiam realizá-la na concessionária, não sabiam cuidar do veículo e por isso muitos motores fundiram.

O Marea era muito avançado e revolucionário para uma época em que os mecânicos estavam habituados a carros como o Gol, Uno e outros de mecânica mais simples. Os motoristas mais “pobres” levavam seus carros para mecânicos baratos e despreparados, o que levava a novos problemas mecânicos devido às montagens e desmontagens mal feitas.

Na internet circulam brincadeiras, vídeos mostrando o carro em cima do guincho, cuspindo bielas e pegando fogo.

A origem disso vem do ano 2001 quando a Fiat trouxe para Betim a linha de motores Fire (que em inglês significa fogo) o qual equipava o Fiat Tipo.

Quando a mangueira do fluido da direção hidráulica se rompia, o fluido inflamável que vazava entrava em contato com o motor quente e o carro então pegava fogo, sendo que o Marea manteve esse problema mecânico e a fama de bomba.

Mesmo assim existem muitos fãs do Marea, pessoas que se reúnem para defender o modelo, conseguir peças e bons mecânicos para arrumá-lo.

A dica é cuidar da manutenção do seu veículo, pois até uma Ferrari se não tiver a manutenção adequada também virará uma bomba.

“Hoje eu quase fui atropelado por um Marea, sorte que ele quebrou antes”.

Piada sem graça, feita sobre o Marea.

Brincadeiras à parte, o Fiat Marea é um gênio incompreendido e muito à frente de seu tempo.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Marcio Jorge

Marcio Jorge

Marcio Jorge é formado em Direito, Inglês e Mecânica de Motos. É apreciador de motos de alta cilindrada, viagens, música, cerveja e é colecionador de cachaças!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.