Túnel do tempo

Este túnel do tempo é para relembrar a energia e o alto astral da boate Áurea, conhecida casa noturna da cidade de Tupã que atraía pessoas de toda região

Inaugurada no início da década de 90 a casa noturna de cara virou point. Nas suas imediações existia um famoso bar que também marcou história: o Rock Beer.

Era costume as pessoas se reunirem lá antes, para depois partirem para Boate Áurea.

A boate Áurea contava com excelente arquitetura, sendo projetada para ser casa noturna mesmo, era luxuosa com carpetes e espelhos, porta giratória, espelhos d’água, bar com neon, duas escadas que davam acesso aos camarotes, ar condicionado, equipamentos de som e iluminação de primeiro mundo.

Sua acústica era perfeita, o som não vazava para o lado de fora. Nessa primeira fase os Dee Jays eram de São Paulo e chegavam às sextas-feiras trazendo na bagagem lançamentos comprados na capital com os maiores sucessos da Dance Music.

Quando a casa estava lotada acontecia a abertura, que era um show de som, iluminação e muita fumaça, terminando com a famosa vinheta: “Áurea, um toque a mais em você”, slogan utilizado ao longo de sua existência.

Na sequência com muitos hits de sucesso as mixagens iam até as cinco da manhã.

Dee jays tupãenses animaram as festas, entre eles: Gláucio, Alessandro Dassi, Paulinho Veronezi, Edmar, Ricardo Costa e Bolinha que nos cedeu gentilmente as fotos que ilustram este artigo.

Até mesmo o ex-ator pornô e hoje Deputado Federal Alexandre Frota também se apresentou por lá, quando era Dee Jay da Boate Resumo da Ópera de São Paulo.

José Barbosa, o meu amigo Barbosão, segurança da dupla Rick e Renner foi segurança por lá e botava ordem na casa.

Vários namoros e casamentos começaram ali, além de muitas amizades.

A Boate Áurea funcionou pela última vez em 2008, 18 anos após sua inauguração e desde então permanece fechada. Muitos adolescentes que passam pela rua Nhambiquaras, próximo a Tamoios nem imaginam as festas que ali aconteceram.As famosas festas à fantasia da Fadap, noite do pijama, festa da Breja, meio real fest, noite do semáforo, foram em uma época em que celulares, selfies, redes sociais e internet não existiam.

Ficaram apenas as boas lembranças e histórias para serem contadas pelos frequentadores.

Dentre as quais cito a turma da Dani : Patrícia, Leila, Fabi, Bia Moza, Janine e Ariane.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Marcio Jorge

Marcio Jorge

Marcio Jorge é formado em Direito, Inglês e Mecânica de Motos. É apreciador de motos de alta cilindrada, viagens, música, cerveja e é colecionador de cachaças!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.