Rede Municipal inicia fase de transferência de alunos e de pedidos por vaga nas creches

Matrícula no ensino básico público ocorre apenas quando há vagas no sistema

A rede municipal de ensino começou a fase de transferência de estudantes em idade pré-escolar e do ensino fundamental (4 a 10 anos) para o ano letivo de 2023. Este processo é obrigatório para crianças que não estavam matriculadas na rede pública ou que desejam mudar de unidade.

Conforme informa a chefe de setor das Escolas Municipais de Educação Infantil, Miriam Servilha de Oliveira, a transferência para uma nova escola só é possível mediante vaga no sistema e, para isso, é necessário apresentar documentação específica. “Os pais devem comparecer na secretaria da escola desejada munidos das cópias dos seguintes documentos: certidão de nascimento da criança, comprovante de residência atualizado, e do RG ou CPF do responsável”, declara.

As aulas para os estudantes do pré I, pré II, e do 1º ao 5º ano começam em 1º de fevereiro e as rematrículas já estão concluídas. É possível tirar dúvidas pelo telefone (14) 3404-3550.

CRECHES

Na segunda-feira (16) haverá abertura de mais um período de solicitação de vaga para as creches da Rede Municipal de Ensino. Após cadastro na unidade, é preciso aguardar contato da secretaria, que confirma com a família a possibilidade de efetivar a matrícula.

A chefe de Setor das Creches Municipais, Andréia Benício, informa que as creches voltam a receber as crianças na quarta-feira (18), com a presença das Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADI) para a fase de acolhimento e adaptação.

“Geralmente, os bebês de 1 a 2 anos sentem mais a entrada na Creche Escola. Por isso, às vezes é necessária uma adaptação gradativa. Já na faixa etária maior o estranhamento diminui, mas também há crianças que ainda necessitam dessa adaptação. Precisamos pensar no bem-estar das crianças de forma individual, pois cada uma é um ser único com características específicas”.

Os profissionais da educação retornam ao trabalho no dia 17 de janeiro, a fim de efetivar o planejamento das atividades e preparar os ambientes para promoção da socialização.

Segundo o secretário de Educação, Cultura e Esporte, professor Valdir Berti, no último ano a prefeitura investiu na ampliação do programa de tempo integral e na melhoria do ensino básico.

“Tupã oferece carga horária diária de 8 horas de ensino voltado ao desenvolvimento intelectual, cultural, físico, emocional, e social para alunos de quatro escolas municipais. Além de disponibilizar vagas no CEI (Centro de Educação Integrada) para alunos da Rede que estão fora do Programa de Ensino Integral”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.

Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo
entre em contato com nossa equipe comercial.