Tupã poderá ter restaurante popular com preço a R$ 2 o prato

Foi indicado pelo Vereador Paulo da Farmácia uma emenda de R$ 250 mil viabilizada por ele, para que seja montado em nossa cidade o restaurante popular Nosso Prato.

O restaurante já existe em Marília e conta com refeições diárias no valor de R$ 2 para população com a cota diária de 400 pratos. A indicação do vereador já está na pauta da próxima sessão ordinária da Câmara dos Vereadores e precisa correr os passos legais para sua implantação.

Primeiro aprovação pelos parlamentares, para que a indicação chegue até o Poder Executivo e vire um Projeto de Lei do Prefeito do Caio Aoqui; o pedido sendo acatado pelo chefe do Executivo, retorna para a bancada de vereadores para que aprovem o restaurante popular.

O projeto é extenso e demanda muitos passos até a sua finalização, mas é possível ser realizado em nosso município. “O valor da obra estrutural fica em torno de R$ 400 mil, em alguns dias já estará nos cofres da Prefeitura R$250 mil, muitos deputados federais e estaduais querem participar do projeto Nosso Prato. É presumível que a Prefeitura tenha que fazer pouco investimento para viabilizar e entregar o restaurante a população, comentou o autor da indicação o vereador Paulo da Farmácia.

No município de Marília já existe uma unidade, a cidade de Ourinhos será a próxima beneficiada e Presidente Prudente também deve acelerar o seu restaurante popular.

Custos

A alimentação repassada a população por R$ 2 reais tem de custo R$ 8,50, sendo o restante de R$ 6,50 mantido pela Prefeitura que pode recorrer a parcerias sociais com o Governo do Estado de São Paulo ou com o Governo Federal, se uma dessas cooperação não der certo, o valor de R$ 6,50 deve ser custeado pelo Governo Municipal.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.

Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo
entre em contato com nossa equipe comercial.