Como criar uma marca de roupa?

Criar uma marca não é um processo simples e isso independe do nicho. Porém muitas pessoas que se aventuram no mundo do empreendedorismo, esquecem detalhes, mas que fazem a diferença.

Segundo dados do Sebrae em pesquisa realizada em 2020, três a cada 10 microempreendedores individuais fecham as portas em até cinco anos no Brasil, totalizando 29%. Os números para as microempresas são de 21,6% e de 17% para as de pequeno porte. Essa taxa é ainda maior no setor do comércio, chegando a 30,2%.

Ao decidir sobre o ramo do vestuário, deve-se pensar se vai ser uma marca própria de roupas ou se será uma revenda do que já tem no mercado. Além claro, de observar outros pontos importantes.

Três passos para obter sucesso na criação de uma marca de roupa própria:

1- Montar um plano de negócios detalhado

Qual público-alvo? Quanto dinheiro se tem para investir? A loja será física, online ou ambas? Em caso de loja física, o ponto é próprio ou alugado? Quanto será destinado para fornecedores de tecido, materiais e para a confecção das peças? Quanto será necessário ganhar no mês para pagar as contas e ter margem de lucro?

São muitos detalhes, mas ter tudo na ponta do lápis evita problemas com a contabilidade depois e você sempre sabe todo o dinheiro que entra e que sai da sua empresa, portanto tem mais controle e menos chances de ter que fechar as portas.

2- Tenha uma identidade visual

Além do nome, o logotipo é muito importante, pois é o que dá cara ao seu negócio. Deve estar ligado ao seu nicho, ser novo, de fácil associação do público, simples e forte. Um bom branding pode ajudar muito nessas horas.

É interessante fazer uma pesquisa no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) para ver se o nome e até mesmo o logo escolhido já está registrado por outra pessoa. Essa busca pode evitar inúmeros problemas no futuro. Para uma busca detalhada junto ao INPI você pode contar com os nossos serviços.

3- Registrar a sua marca

Esse ponto é fundamental. Com o plano de negócios em mãos e uma marca bem montada, que ainda não tenha sido registrada por ninguém, você deve registrá-la. Aqui segue-se a máxima dos cartórios “quem não registra não é dono” e se alguém chegar na sua frente, é você quem sai perdendo.

Já está preparado para criar a sua própria marca de roupa? Não esqueça de registrá-la, isso faz toda a diferença. Quer saber como? Entre em contato com a PADMA pelo nosso WhatsApp e tire todas as suas dúvidas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Verena Raymundo

Verena Raymundo

Jornalista de formação e viajante por paixão. Para você que gosta de conhecer novas culturas e lugares diferentes, essa é a coluna certa. Vou compartilhar dicas de destinos que possam agregar diversão e conhecimento. Vamos embarcar nesta viagem? Vem comigo!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.