Já são 31 casos confirmados de dengue em Tupã, outros sete aguardam resultado

Departamento reforça que os cuidados dentro de casa devem ser redobrados

Em coletiva de imprensa, realizada na tarde da última terça-feira (8) na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde, o titular da Pasta Dr. Miguel Ângelo de Marchi e o diretor do Departamento de Entomologia e Endemias Marco Antônio de Barros, apresentaram o cenário da dengue em Tupã.

Diante dos dias mais quentes do verão em paralelo às chuvas, também características da estação, a proliferação do mosquito Aedes aegypti se torna ainda mais recorrente e, por isso, o Departamento alerta toda a população.

Segundo dados da apresentação, nas últimas semanas o município recebeu leves pancadas de chuvas o que, segundo o diretor do Departamento, propicia o ambiente perfeito para o criadouro do mosquito.

“As fortes chuvas acabam jogando os ovos e larvas para fora dos recipientes, mas as chuvas mais fracas só mantem o volume de água necessário que estes precisam para se manterem vivos e posteriormente se tornarem o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya”, ressaltou Marco Antônio.

De acordo com informações da Pasta, nos bairros Jardim Apoema com a Antônio Pereira Gaspar e Fred Ville, assim que notificados os primeiros casos, os agentes de Endemias realizaram trabalhos de bloqueio para evitar que a transmissão se espalhasse para outros bairros. Dentre esses, o Departamento constatou o maior índice de infestação, com 11.75 somente no Fred Ville, onde o local também recebeu trabalhos de nebulização.

De 1º de janeiro até a data da apresentação foi informado que o município contabiliza 31 casos positivos da doença e 7 suspeitos, como explica o titular da Pasta responsável, Dr. Miguel Ângelo de Marchi.

“Além da alta possibilidade de maior infestação do mosquito nos próximos dias, caso não sejam tomados os devidos cuidados, temos observado grandes notificações da dengue hemorrágica, o que nos deixa ainda mais em alerta. Além de todos os trabalhos realizados pelas equipes do Departamento, os cuidados devem vir de dentro de casa e a colaboração da população é fundamental”.

Os agentes de Endemias realizam em média 500 visitas por dia em imóveis do município, vistoriando os quintais e orientando sobre as ações diárias que devem ser adotadas para evitar o criadouro do mosquito.

Para acompanhar os números da dengue no município e outras informações sobre os trabalhos da Secretaria, basta acessar tupa.sp.gov.br/dengue.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.