Comércio de Tupã será reaberto

O Poder Executivo de Tupã está no momento em entrevista coletiva e anunciou a reabertura do comércio no município de Tupã.

A partir de amanhã o atendimento presencial será permitido das 10h até às 18h e aos sábados funcionará das 9h às 13h, com restrições e protocolos de segurança.

O funcionando de bares continua proibido.

O Secretário de Saúde Dr. Miguel Demarchi falou que mais de mil doses de vacinas de Oxford chegaram no município nesta tarde, e grande parte dos trabalhadores da saúde já foram vacinados. Na próxima segunda-feira (1) terá início a vacinação em idosos.

Confira os decretos na íntegra

(use dois dedos para ampliar)

Veja o que disse a Prefeitura

Prefeitura publica decretos para abertura controlada do comércio

Documento autoriza retorno da atividade econômica durante a Fase Vermelha

A Prefeitura de Tupã publicou nesta quarta-feira (27) dois decretos que autorizam o retorno controlado das atividades presenciais ou integrais dos estabelecimentos. A flexibilização do comércio será pautada por orientações sanitárias para preservação da saúde da população.

A flexibilização considerou a queda nos índices de ocupação da UTI da Santa Casa de Misericórdia, que está em 74%.

O decreto 8971 define medidas de contingenciamento para os setores do comércio e prestadores de serviço. As imobiliárias e escritórios tem permissão para atender de segunda a sexta-feira das 10h às 18h, com 30% da capacidade máxima de ocupação. As concessionárias e o comércio em geral devem seguir a mesma regra, com o acréscimo do expediente aos sábados, das 9h às 13h

Para os salões de beleza e barbearias, voltam as determinações de atendimento agendado e individual. Todos os estabelecimentos devem se comprometer a cumprir os protocolos sanitários, e a limitar o tempo de permanência nos locais, organizar filas e permitir que os funcionários que compõe o grupo de risco da doença fiquem em casa.

O decreto 8972 apresenta as medidas temporárias de combate ao coronavírus que deverão ser seguidas pelos restaurantes lanchonetes, e congêneres. Esse setor deverá atender presencialmente apenas das 10h às 20h, e interromper a venda de bebidas alcoólicas, das 20h às 6h.

Os bares só poderão oferecer drive-thru, delivery e take-away, esses sistemas de atendimento caracterizam-se, respectivamente, por venda para clientes dentro dos carros, entrega em domicílio, e retirada de produtos na porta dos estabelecimentos.

O descumprimento das normas impostas prevê aplicação de multa e até mesmo fechamento compulsório da empresa.

De acordo com o prefeito, Caio Aoqui, o departamento jurídico da prefeitura analisou o melhor caminho para tornar a volta dos serviços não-essenciais possível. “A cidade de Tupã já deu provas de que podemos continuar trabalhando se houver responsabilidade. Por isso, entramos em contato com o Ministério Público para que os decretos tivessem base legal”, afirmou.

O secretário de Assuntos Jurídicos, João José Pinto – JJ, afirmou que as determinações entraram em vigor nesta quinta-feira (28), mas serão contestados pelo governo estadual por contrariarem a Fase Vermelha do Plano São Paulo.

De acordo com o secretário de Saúde, dr. Miguel Ângelo de Marqui, a pasta não medirá esforços para que a atividade comercial ocorra de forma segura. E ressaltou que o início da vacinação não implica na redução dos cuidados em relação à doença.

“A primeira etapa de vacinação pela CoronaVac já contemplou 1.195 pessoas. E agora, receberemos o lote da Oxford-AstraZeneca. No entanto, os primeiros vacinados só poderão ser considerados imunes seis meses após receberem a segunda dose”, informou. Para o médico, a cobertura vacinal precisa atingir 70% da população para que o vírus seja classificado como controlado.

O vice-prefeito, Renan Pontelli, enfatizou que diversas reuniões foram feitas entre comerciantes, comitês de saúde, vereadores e o poder executivo para que os decretos estivessem pautados em medidas restritivas, mas que fizessem com que a economia em Tupã não fosse mais prejudicada.

Os esforços da administração municipal para estabelecer as medidas para a reabertura do comércio no município foram reconhecidos pelo presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Tupã e Região, Milton Zamora; e pelo representante da Acit, Antonio Djair Roque – Toninho da Cical, ambos tiveram contato com o Ministério Público de Tupã para viabilizar um acordo informal para a flexibilização, e também participaram da coletiva que apresentou os novos decretos municipais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.