Diário de Profissão: Dermatologista

Dra Christiane Fragoso Jaccoud, médica dermatologista, nasceu em Botucatu e tem 41 anos. É filha do médico ginecologista e obstetra Luciano Jaccoud e da enfermeira padrão Benedita Jaccoud. Chris, como é conhecida carinhosamente pelos familiares e amigos, também é mãe de Isabella e esposa do médico Rogester Teixeira.

O casal genitor da médica se conheceu em Botucatu, cidade natal de Benedita e tiveram quatro filhos, dois meninos e duas meninas, Dra Christiane é a terceira filha da família.

Infância

Christiane mudou-se para Presidente Prudente com apenas um ano de idade e passou toda sua infância, adolescência e juventude na cidade, que é famosa por seu polo universitário, principalmente pelo curso de Medicina.

“Eu nunca conheci outra área de atuação profissional que não fosse a medicina, meu pai é médico e meu tio também, ambos ginecologistas, formados pela UNESP de Botucatu. Fomos criados nesse meio, acompanhei por anos meu pai nos plantões hospitalares, me lembro de ficar nos berçários com as enfermeiras e eu era apaixonada por aquele mundo”, contou a médica.

Ela destacou que seu percurso universitário foi ao lado do seu pai, auxiliando e estagiando em todos os momentos: “até o sexto ano da faculdade eu tinha certeza que seria também ginecologista. E é realmente a matéria mais envolvente do curso, fazer parte do momento mais sublime da vida de uma mulher e ajudar trazer ao mundo um bebê é muito emocionante”.

Experiências

Logo que saiu da faculdade de Medicina, para não “decepcionar” o pai que sempre apostou que Christiane seguiria seus passos, ela decidiu não prestar residência e trabalhar durante um ano como clínica geral; fez plantões, trabalhou em postos de saúde, até decidir qual seria seu norte dentro da medicina, era o ano de 2003.

O relato de Christiane é recheado de boas histórias. Sua irmã, que fez medicina junto com a mesma, sempre afirmava na época que faria pediatria, por sorte, ela optou em seguir a carreira do pai: “chegou no sexto ano, eu falei para minha irmã que não escolheria a área. E ela disse que faria ginecologia. Ela trabalha com meu pai até hoje, são grandes parceiros”, pontuou com um sorriso no rosto.

Apesar de ter a faculdade bem direcionada para o campo da família, Christiane vivia um processo de decisões, até que o próprio pai apresentou para ela a abertura de uma pós-graduação em Medicina Estética e falava da procura acentuada dos profissionais: “precisei estudar para fazer uma prova de seleção. Era uma área nova e seu boom começava. Eu, por exemplo, sou da segunda turma no Brasil e realizei o curso na Capital”.

Encantada por tudo que havia aprendido e as experiências vividas, em especial, com a parte da pele e o contato com várias tecnologias, a Doutora então encontrou o seu norte: a Dermatologia.

Em 2006 e 2007, Christiane se joga de cabeça na área, no Instituto Superior de Medicina e Dermatologia, também em São Paulo.

Idas e vindas

Em Queiroz teve sua primeira oportunidade clinicando e em Tupã fazia plantões na Santa Casa. Jaccoud dedicava seu tempo ao trabalho e a especialização em São Paulo, numa rotina de correria.

Depois de uma formação qualificada ela conquista o título de especialista em Dermatologia.

Uma nova história nascia e uma carreira de sucesso aguardava Christiane Jaccoud, que hoje é referência pelo seu profissionalismo e busca constante por aprimoramentos em sua carreira médica.

“O meu caminho não foi o mais fácil, mas eu tenho orgulho da minha história, foram experiências enriquecedoras e me trouxeram onde estou hoje”

Uma experiência de relevância ocorreu em Rinópolis: “eu atendia no hospital e no posto de saúde, em ambos os locais tinha uma demanda elevada de dermatologia, ainda não existia o AME em Tupã, e o local de atendimento mais próximo era Marília, o que dificultava muito o atendimento do município. Após um bate-papo com a Secretária de Saúde na época implantamos a triagem direta no atendimento local”, contou.

Outro fato marcante foi a descoberta de um número elevado nos casos de hanseníase para o número de habitantes, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) era considerada uma cidade epidêmica da doença.

“A estimativa da hanseníase é um caso para cada dez mil habitantes e ali nós tínhamos dezoito casos para cada doze mil da doença; era exatamente o que eu estudava no meu TCC de especialização, e a realidade local me inspirou numa busca ativa e assertiva. Após muito estudo chegamos à procedência dos casos”.

Congressos e especializações

Amante de formações, cursos e congressos, lado a lado com os mais renomados profissionais da área, ela não hesita em buscar aperfeiçoamentos e técnicas atualizadas. Muitos eventos foram realizados no exterior: “Eu já tive oportunidades únicas em minha carreira, várias delas em ambientes internacionais, como: Canadá, Estados Unidos e Itália”.

Procedimentos e Beleza

Com o avanço tecnológico na área dermatológica, os procedimentos são os mais variados e sempre fica a questão: até onde ir com os cuidados da beleza?

Jaccoud enfatiza a necessidade de garantir o que de fato é necessário, sem exageros e com atenção especial. Segundo ela, a especialidade tem dois lados.

Você usa para o bem, ao devolver a autoestima, ajudar em alguma situação difícil, diante de algo que abala/incomoda o paciente.

“Tratar da pele, por exemplo, para melhorar um rosto que está manchado, acaba contribuindo com esse paciente. Você faz um procedimento que devolve a autoestima, traz um resultado positivo, a pessoa chora, te abraça”, destaca.

O outro lado é da busca irreal. “Às vezes, nem tem necessidade de determinados procedimentos, a pessoa não enxerga isso, e diante de situações como essa que vem os exageros”, aponta.

Dra Christiane afirma ainda que trabalhar os dois lados é essencial. “O paciente senta aqui na minha frente e eu tenho que fazer uma anamnese; conversar com o paciente, entender a situação, sentir a parte psicológica, para poder direcionar e adequar a consulta. Tem que ter um equilíbrio.”

Ela conclui: “Existe beleza em vários aspectos. É uma questão complexa. Cada beleza é única. Sou muito a favor dos procedimentos que não transformam, que mantém uma naturalidade e cada caso é um caso em particular”.

Amor pela Dermatologia

Chris não esconde seu amor pela dermatologia: é ao mesmo tempo salvar vidas e transformar.

Entre suas dicas, a médica elencou o uso do protetor solar e ressaltou a importância de cuidar com muito carinho da pele, que é o maior órgão do corpo, a separação do interno com o externo.

“Meu amor pela dermatologia não se mede e a cada dia o meu amor pela área aumenta. Tratar lesões e cuidar da beleza, isso me inspira”.

Instagram: Christiane Jaccoud

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.