Saúde cria protocolo de ação conjunta para UPA, unidades de saúde e Santa Casa

Além de contratação de nova médica, atendimentos serão baseados em Plano para Contingência da Covid-19

A Secretaria de Saúde de Tupã tem colocado em prática as medidas de segurança do Plano de Contingência Municipal para Infecção Humana pelo Novo Coronavírus. Neste documento estão previstas ações fundamentais de resposta adequadas à pandemia. Por isso, nesta segunda-feira (1º), foi anunciado que a médica Caroline Machado passará a atuar na supervisão das ações conjuntas dos serviços de saúde.

De acordo com o secretário de Saúde, Dr. Miguel Ângelo de Marchi, a ampliação da equipe teve como objetivo delimitar mais as responsabilidades técnicas que uma Unidade de Pronto Atendimento demanda. “Ela já trouxe mais orientações e determinações. O trabalho da Carol será centrado na coordenação das atividades, e principalmente, na aproximação dos serviços das unidades básicas, UPA e Santa Casa”, explicou.

Além da chegada da nova médica, a UPA passará a atender em sala reservada unicamente para atendimento dos casos de síndrome respiratória. “Vamos otimizar os exames e organizar o fluxo, tudo que podemos fazer para receber esse paciente da melhor forma, quero estreitar os laços”, afirmou a médica.

Por ser tratar de uma nova doença, as atualizações dos protocolos de atendimento precisam ser constantes. “A medida em que há estudos e alterações na doença, adotamos alternativas para diminuir o tempo do paciente em contato com outras pessoas, e o deslocamento dele pelas unidades.

No momento, essas melhorias estão sendo aplicadas com casos de Coronavírus, mas no futuro serão cruciais também para outros quadros clínicos”, explicou Miguel.

A Secretaria de Saúde criou um Plano de Contingência, que traça o panorama da doença no município, e entende que com a chegada da doença, o ideal é reduzir os impactos causados. “Temos uma sala de emergência excelente na UPA, estamos em uma situação de contágio, não podemos prejudicar os atendimentos de pacientes internados”, informou Caroline.

Para controle do número de casos deve-se, entre outras recomendações, verificar o acesso dos pacientes aos serviços de saúde de acordo com sua condição clínica, por isso há entrada exclusiva para casos de Covid-19 e ambulância específica para condução dos pacientes e encaminhamento de exames.

“Vamos implantar uma escala de prescrição e exames entre os médicos. Isso vai gerar melhorias para a população e para os próprios médicos”, disse a médica.

Por isso, levantou-se também toda rede de assistência capaz de monitorar e acompanhar a evolução da doença. Mostrando que há 14 leitos para adultos na Santa Casa de Misericórdia de Tupã; 6 leitos de Clínica Pediátrica; e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva. “Com a nova médica, esperamos que os atendimentos de urgência e emergência evoluam. E poderemos definir o papel dessa UPA, menos ambulatorial, e mais emergencial”, explicou Miguel.

O secretário de Saúde enfatiza que os atendimentos de situações mais graves devem ser voltados à UPA e Pronto Socorro. “A população precisa entender, que não apenas durante a pandemia, mas sempre que houver necessidade de procurar por atendimento médico, a pessoa precisa considerar a gravidade do caso. Dessa forma, nenhum setor ficará sobrecarregado, e nosso sistema de saúde continuará a funcionar com excelência”, reforçou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.