Por que a Grécia é o destino mais desejado do verão Europeu?

Cenários incríveis, arquitetura incomparável, pôr do sol de tirar o folego e rica história, está bom ou quer mais? Esses são alguns dos motivos que explicam o porquê da Grécia ser o destino favorito dos turistas na Europa.

A Capital do país é Atenas, onde estão concentradas construções antiguíssimas recheadas de histórias. A Grécia também é conhecida por ter ilhas com praias paradisíacas, como Santorini e Mykonos.

História

Um dos pontos mais turísticos de Atenas é a Acrópole, lugar que guarda uma história bem interessante, pois o local era um complexo arquitetônico que, por mil anos, serviu como fortificação militar, centro político e santuário religioso em Atenas. O estilo da arquitetura é grego, porém também sofreu influências egípcias e persas. São construções do século 5 a.C.

O nome Acrópole está relacionado à altura do lugar, pois significa a parte alta das cidades da Antiguidade.

O Parthenon é o destino mais famoso e visitado pelos turistas. O templo tinha um santuário e um depósito que guardava tesouros da cidade. Quando a Grécia ficou sob controle do Império Bizantino, o Parthenon virou igreja. Em 1687, ele foi usado para armazenar pólvora e explodiu em um ataque dos venezianos a Atenas, durante uma guerra com os turcos.

Atenas

Os pontos de maior visitação são a Acrópole (passeio completo) e Plaka (centro da cidade, onde ficam lojas e restaurantes).

O auge do verão grego é entre junho e agosto, por isso, os visitantes devem ficar atentos com as temperaturas, que chegam a 50ºC. É muito importante se hidratar bebendo bastante água, levar chapéu e protetor solar. Aconselha-se também que a maior parte dos passeios sejam feitos no período da manhã, porque devido às altas temperaturas, muitos pontos turísticos podem fechar às 3 horas tarde. (CONSELHO PARA O VERÃO)

Em Antenas, é possível encontrar diversas empresas de navios que levam para as famosas ilhas, como Santorini. Uma das companhias de navio que faz este trajeto é a Hellenic Seaways, que é mais lenta e tem duração de 9 horas, Ela oferece o serviço de cabines com camas ou apenas poltronas. Por ser um trajeto mais demorado, seria melhor fazer a reserva de uma cabine por ser mais confortável. Uma dica: para economizar, compensa fazer esse trajeto durante a noite que corresponderia a uma noite de hotel.

Não se preocupe se o seu navio atrasar umas 2 horas, isso acontece com frequência. Desta forma, se previna com comida e água para esta espera.

Santorini

A ilha mais famosa entre os viajantes! Ela é bem pequena, tendo cerca de 70 quilômetros de ponta a ponta. Sua Capital é Fira, entretanto, a área mais bonita é o vilarejo de Oia, onde é possível assistir o pôr do sol mais bonito do mundo (segundo os viajantes).

Do porto para a acomodação pode ser feito por transporte público ou com transporte reservado previamente. É indicado as vans particulares, que custam por volta de 40 euros, caso esteja em um grupo, compensa reservar e dividir entre todos. Essa opção é aconselhada por ser prático, pois assim que chegar na ilha já terá alguém te esperando.

Para se locomover por  lá, os quadrículos são os mais indicados, já que eles não permitem o aluguel das motos com a habilitação brasileira. O valor do quadrículo em 2016 era de 40,00 euros.

Obs. Sobre o quadriculo, não gostei muito, me senti insegura para dirigir pois os caminhos são à beira das montanhas. Caso não tenha medo de altura, isso não será um problema.

O trajeto de Santorini até Mykonos pode ser feito por um navio de pequeno porte. A viagem tem a duração de 2 horas.

Pontos turísticos

– Centro de Fira (lojas e restaurantes)

– Oia (vilarejo com uma arquitetura diferenciada e ruelas charmosas)

– Castelo de Oia (melhor ponto da ilha para ver o pôr do sol. Chegue uma hora antes para este evento, porque o lugar fica mega lotado)

– Red Beach

– Farol

– White Beach (onde ficam os barcos para passeios)

– Black Beaches (Exomitis, Ag. Georgios, Perivolos, Perissa e Kamari)

Mykonos

Uma das ilhas gregas mais disputadas também. Além das praias, é famosa por suas lindas ruelas cheias de flores. Não tem como resistir, o lugar é encantador, a cada passo dá vontade de tirar uma foto.

O Porto da cidade é próximo do centro. O ônibus deste percurso é frequente e custa 1,60 euro. É possível ir a pé do ponto final do ônibus até o hotel indicado aqui na matéria. Se prepare para as escadas, são muitas em todos os lugares.

Em Mykonos, o aluguel de um carro gira em torno de 63 euros. Talvez compense se estiver em um grupo maior. É importante alugar algum transporte já que as praias são afastadas do centro.

A volta para Atenas pode ser feita por um navio mais rápido, no caso pela companhia Sea Jet, que custa em torno de 66 euros cada poltrona.

Pontos Turísticos

– Centro Comercial

– Moinhos de vento (simbolizam o vento, que é bem “fortinho“ na ilha rs)

– Pequena Veneza (retrata a cidade italiana)

-Praias pequenas no centro da cidade

-Praia de Ornos (bem bonita)

-Super Paradise (meio difícil de chegar, mas é linda. Dizem que a Paradise, outra Praia, é legal também)

-Agios sostis (não curti muito, porque achei as outras mais bonitas rs)

Se for para praia e não quiser alugar as cadeiras (25 euros) leve canga ou toalha.

Não deixe de comer GYROS gregos, uma comida típica deles boa e barata.

Como foi dividido o roteiro:

Atenas: 2 dias

Período da viagem: Julho (verão)

Hospedagem: Airbnb

Santorini: 2 dias

Hospedagem: Airbnb (paguei 1.600 reais em uma casa no foco do turismo, porque éramos em 5. Mas muda o valor de acordo com o número de pessoas e datas)

Mykonos: 2 dias

Hospedagem: Stelios View (Mykonos town mesma coisa que Chora). Bem localizado e perto do centro com lojas.

Valores

Embora digam que a Grécia possui valores salgados, isso não é motivo para os turistas se preocuparem. Os valores da água, comidas e lembranças acompanham os preços da Europa em geral. Os preços mais caros são hospedagens e passagens.

Dica

Não vá com mala grande, porque não é possível chegar na acomodação de carro. As ruas são estreitas. Ou seja, vai ter que carregar no “lombo” essas bagagens.

Para mais informações, entre em contato pelo perfil:

View this post on Instagram

Onde tudo começou!l

A post shared by Verena M. R. (@vemproximodestino) on

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Verena Raymundo

Verena Raymundo

Jornalista de formação e viajante por paixão. Para você que gosta de conhecer novas culturas e lugares diferentes, essa é a coluna certa. Vou compartilhar dicas de destinos que possam agregar diversão e conhecimento. Vamos embarcar nesta viagem? Vem comigo!

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.