Diário de Profissão: Empresário, ramo de Pizzaria

Isau Veríssimo Cardoso, empresário e proprietário da Pizza Du Cheff conversou com a equipe do Tupãense Notícias em uma noite muito agradável, onde contou um pouco da sua história profissional, da história da pizza e como tudo começou.

Claro, tivemos o prazer de experimentar as famosas Pizza de Torresmo e a Pizza de Cupim com Gorgonzola. Provamos e comprovamos, de pizza ele entende.

Pizza de Torresmo

História da Pizza

A história da pizza começou há 6 mil anos com os egípcios. Acredita-se que eles foram os primeiros a misturar farinha com água. Outros afirmam que os pioneiros são os gregos, que faziam a massa à base de farinha de trigo, arroz ou grão-de-bico e as assavam em tijolos quentes.

Com o tempo foi parar no sul da Itália, mas foram os napolitanos que passaram a acrescentar molho de tomate e orégano à massa. A partir do século XVI a novidade logo se espalhou pelo mundo.

Como a pizza chegou ao Brasil?

No Brasil, até os anos 50, as pizzarias eram uma exclusividade das colônias italianas e seus redutos. Foi no Brás, bairro paulistano dos imigrantes italianos, que as primeiras pizzas começaram a ser comercializadas no Brasil.

Segundo consta no livro Retalhos da Velha São Paulo, escrito por Geraldo Sesso Jr., o napolitano Carmino Corvino, conhecido como Dom Carmenielo, dono da já extinta Cantina Santa Genoveva, inaugurada em 1910 e instalada na esquina da Avenida Rangel Pestana com a Rua Monsenhor Anacleto, passou a oferecer as primeiras pizzas da cidade.

A partir daí elas se disseminaram por todo o país até se transformarem, nos dias atuais, num dos mais saborosos pratos de nossa culinária. Desde 1985, comemora-se o dia da pizza no dia 10 de julho.

No princípio, seguindo a tradição italiana, as de muçarela e anchova eram as mais presentes, mas, à medida que hortaliças e embutidos tornavam-se mais acessíveis no país, a criatividade dos brasileiros fez surgir as mais diversas e variadas pizzas, que foram ganhando coberturas cada vez mais criativas.

A Pizza Du Cheff se inspira nestes registros da história da pizza para manter a tradição na produção artesanal, assadas em forno à lenha e com produtos de ótima qualidade.

Paixão Nacional

De preferência à noite, nos finais de semana. Alguns a consomem no restaurante, em rodízios, outros pedem por delivery. As padarias já entraram no ramo e até os supermercados estão abocanhando um filão desse mercado, com as congeladas.

A verdade é que não existe nem hora e nem lugar, inclusive há quem diga que se pudesse, comeria todo dia.

Democrática, ela atrai todo tipo de classe social, cultural e pessoas de várias idades. A pizza é parte integrante do cotidiano do brasileiro. Mesmo famílias que não tem o costume de almoçar ou jantar fora de casa não deixam de pedir.

Estima-se que no Brasil sejam consumidas cerca de um milhão de unidades dessa delícia diariamente, nosso país está entre os maiores consumidores do mundo e o estado de São Paulo consome metade delas.

Não por acaso, esse é um dos estabelecimentos mais comuns e frequentes no ramo de food service no país. A pizza é uma instituição nacional, até mais do que na própria Itália. Muitas pizzarias conquistam grande sucesso e até criam novas lojas e filiais.

Comodidade e praticidade

Embora algumas pizzarias atendam os clientes como restaurantes, mais de 90% desse mercado foca seus esforços e negócios no segmento de entregas, servindo as pessoas no conforto de seus lares.

De pizza a gente entende

O empresário Isau Veríssimo Cardoso com toda a experiência adquirida observando o negócio de família, resolveu empreender e seguir o seu caminho.

A vida inteira teve o pai como inspiração, e ainda no final de sua adolescência resolveu abrir um negócio no ramo da alimentação, criou o Super Frango IZA, que foi um sucesso.

Mas um dia, em uma visita à capital onde mais uma vez se inspirou nos negócios de seu pai que estavam tomando grandes proporções e percebendo a oportunidade resolveu seguir o mesmo caminho.

Nascia assim a PIZZARIA IZA, tempos depois a PIZZARIA DU CHEFF em Bastos e no final do ano passado estreou aqui em Tupã.

O processo parece fácil:

  • 1. O pedido é feito, via telefone ou internet;
  • 2. A produção é iniciada e a pizza vai ao forno;
  • 3. A pizza é embalada e liberada para a entrega. Itens adicionais são colocados junto, como bebidas;
  • 4. O entregador retira o pedido e a entrega é feita no local solicitado para a comodidade de quem pediu.

O raciocínio é simples, mas como em todo negócio, muita coisa pode dar errado se a gestão desse processo não é feita corretamente. Cerca de 60% dos estabelecimentos do ramo encerram suas atividades no primeiro ano de vida justamente por problemas de gestão.

O segmento é composto basicamente de micro e pequenas empresas. A concorrência é grande e o empresário do setor também precisa ficar atento às sazonalidades e às demandas do consumidor.

As Pizzas

Du Cheff traz em seu cardápio todos os sabores tradicionais, com um diferencial, a cada mês lança uma novidade.

Você pode experimentar novos sabores, como a deliciosa pizza de torresmo ou de cupim com gorgonzola, a próxima promessa mistura carnes nobres, cebola caramelizada e molho barbecue.

Os novos sabores são criados e experimentados até a perfeição pelo próprio Isau, que trabalha em cada um com dedicação especial para garantir o resultado final.  

O negócio está a todo vapor e indo tão bem que o projeto que era apenas para entregas, agora vai abrir, a pedidos, um espaço para poder receber amigos e clientes.

Instagram Pizza Du Cheff Tupã

Clique aqui para acessar o cardápio!

Especial Publicitário

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.