Garoto Tupãense de 7 anos morre engasgado com goma de mascar 

Foto: Rede Social

O Tupãense Arthur Martins Mariano, 7 anos, faleceu em Marília, na tarde de hoje (27), onde estava internado em estado grave, após engasgar com uma goma de mascar, o popular “chiclete”.

Segundo informações, ele foi transferido para cidade vizinha após dar entrada no Pronto-Socorro da Santa Casa de Tupã, ontem, dia 26.

Arthur não resistiu às complicações causadas pelo engasgamento.

A tia do garoto lamentou sua partida nas redes sociais: 

“E com muita dor no coração que venho comunicar que meu sobrinho não resistiu, vou te amar pra sempre ?”.

Como prestar socorro em casos de engasgo

O engasgo é considerado uma emergência, e em casos graves, pode levar a pessoa à morte por asfixia ou deixá-la inconsciente por um tempo. Sendo assim, agir rapidamente evita complicações.

Seguem instruções do Ministério da Saúde para agir em caso de engasgo por corpo estranho:

Manobra de Heimlich

Posicione-se por trás e enlace a vítima com os braços ao redor do abdome (se for uma criança, ajoelhe-se primeiro), caso ela esteja consciente. Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão. Faça movimentos de compressão para dentro e para cima (como uma letra “J”), até que a vítima elimine o corpo estranho.

Como agir em caso de engasgo em bebês:

Coloque o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas). Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos. Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente. Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto socorro ou hospital). Esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente. Os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser tomados até que seja possível o atendimento especializado.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.

Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo
entre em contato com nossa equipe comercial.