Polícia Científica faz mapeamento com escâner 3D no local do acidente que matou 7 pessoas em Parapuã

A Polícia Científica realizou, na tarde desta terça-feira (22), o mapeamento do local do acidente entre um ônibus e um caminhão no km 385,2 da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Parapuã (SP). Na batida, na noite desta segunda-feira (21), sete pessoas morreram e outras 32 ficaram feridas.

Para a realização do trabalho, o tráfego de veículos foi interrompido nos dois sentidos da rodovia por cerca de meia hora. A equipe utilizou um escâner em 3D. O equipamento foi recém-adquirido pelo Instituto de Criminalística e faz o mapeamento da cena total do acidente.

Com esse trabalho, a perícia vai ter acesso a imagens com detalhes de toda a área do acidente, e isso pode ajudar no levantamento de provas e de indícios do caso que não tenham sido percebidos pelo perito no momento em que ele esteve no local fotografando.

Este equipamento fica em Bauru (SP) e a equipe de Tupã (SP) realizou os trabalhos de mapeamento 3D.

Batida pode ter sido causada por pneu de caminhão

As investigações realizadas pela Polícia Civil indicam que a presença de um pneu de caminhão na pista possa ter sido a causa de um acidente de trânsito que provocou a morte de sete pessoas e deixou outras 32 feridas, na noite desta segunda-feira (21), na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Parapuã (SP).

O delegado da Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Tupã (SP), Roberto José Fernandes Bonfim afirmou que o ônibus é de linha regular.

O ônibus saiu de São Félix do Xingú (PA), com destino a Carazinho (RS), e no km 385,2 houve a batida frontal com um caminhão.

“O ônibus passa em várias cidades e tinha passageiros do Brasil todo também. O veículo seguia sentido Parapuã-Presidente Prudente e o caminhão no sentido contrário”, relatou o delegado.

Ele ainda disse que, por volta das 21h30, houve a colisão frontal.

“O que foi apurado até o momento é que o ônibus invadiu a pista do caminhão, possivelmente devido a um pneu de um outro caminhão que estava na pista”, explicou Bonfim.

De acordo com informações da Polícia Civil, somente quatro crianças saíram ilesas da batida. Todos os envolvidos já foram identificados.

No caminhão, estavam dois irmãos, que seguiam como motorista e ajudante. Eles foram identificados como Donizete Alexandre dos Santos, de 30 anos, e Bartogaleno Alexandre dos Santos, de 33 anos, ambos moradores de Lucélia (SP). O mais novo conduzia o veículo.

No ônibus estavam dois motoristas e 39 passageiros, entre adultos, adolescentes e crianças. O condutor que dirigia o coletivo morreu, enquanto o outro motorista ficou ferido. Dos 39 passageiros, quatro morreram, quatro crianças saíram ilesas e as outras 31 vítimas tiveram ferimentos. “Tiveram feridos graves, médios e leves. Mas a maioria foi de graus leve e médio”, disse o delegado.

A perícia compareceu ao local do acidente e deve apontar as causas da batida. O caso vai ser apurado pela Delegacia da Polícia Civil de Parapuã.

Fonte: G1

Relembre o fato

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial. Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.