Homem é preso após fazer família refém e estuprar vítima

Criminoso rendeu família de turistas e estuprou vítima na frente do marido e filhos — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Vítimas são de Águas de Prata, no interior de São Paulo, e estavam hospedadas em uma casa alugada no bairro Paúba. Homem preso era procurado por homicídio.

Um homem de 28 anos foi preso depois de fazer uma família de turistas refém e estuprar uma das vítimas durante um assalto em São Sebastião nesta segunda-feira (28).

As vítimas são de Águas de Prata, no interior de São Paulo, e estavam hospedados em uma casa alugada no bairro Paúba. O homem preso era procurado por homicídio.

De acordo com a Polícia Civil, o casal, de 43 e 42 anos, estava na casa com os quatro filhos – dois bebês gêmeos e dois meninos de 9 e 13 anos – quando por volta das 0h de segunda-feira (28) o criminoso armado invadiu a casa pela janela da sala.

O marido contou que ouviu o barulho na casa e quando desceu para checar encontrou o homem na sala e foi rendido. O criminoso pediu que ele o levasse até a esposa, que havia visto na casa no dia anterior. O homem então deixou todas as vítimas no quarto enquanto abusava da mulher.

Após ter relações com ela, passou a procurar dinheiro e itens de valor. No imóvel, o casal tinha apenas R$ 260, mas após as várias ameaças as vítimas se dispuseram a sacar o dinheiro na região central. Toda a família foi posta no carro e obrigada a seguir viagem com o criminoso até a região central de São Sebastião em busca de um caixa eletrônico.

O marido da vítima contou à polícia que eles pararam por duas vezes em postos de combustíveis para abastecer e para que as crianças usassem o banheiro, mas sempre sob ameaça e, com medo, não conseguiram pedir ajuda. A família ainda seguiu viagem até Caraguatatuba, onde por volta das 4h conseguiu fazer saques e entregou R$ 600 ao criminoso.

Criminoso usou faca e simulacro de arma de fogo — Foto: Divulgação/Polícia Civil

O homem ainda os obrigou a voltar a casa, em São Sebastião, e no local fez várias ameaças, apontando a arma e faca para os pais e as crianças. No local, a mulher ainda foi abusada outras três vezes – todas elas na frente da família. Depois de seis horas, o criminoso saiu do local levando os celulares das vítimas, alianças e R$ 860.

A família pediu ajuda em uma casa vizinha e foi socorrida ao hospital, onde a polícia foi acionada. Depois de ouvir as vítimas, os policiais chegaram até o criminoso. Em depoimento, as vítimas contaram que o homem repetia que passou o fim de semana os observando, o que levantou suspeita de uma casa que ficava aos fundos do imóvel.

No local a polícia apreendeu a aliança do casal, a arma, que na verdade era um simulacro, e outros pertences das vítimas. De acordo com o dono do imóvel, o homem estava na cidade há três meses, vindo de Santos, para ajudar a cuidar do pai que tem Alzheimer por R$ 1 mil ao mês. O homem ainda contou que ouviu o barulho do suspeito chegando na madrugada, mas que não suspeitou.

O suspeito foi encontrado na região central, próximo a um quiosque onde ajudava durante o dia, e confessou o crime. Na delegacia, a polícia descobriu que ele usava uma identidade falsa, pois estava foragido desde 2017 por um homicídio no Espírito Santo. E que desde então percorria cidades litorâneas foragido.

Ele foi reconhecido pelas vítimas pelo crime. Em depoimento, o homem confirmou o crime e disse que teria cometido pois estava sob efeito de álcool e drogas. O homem foi preso em flagrante e vai responder por roubo e estupro.

A família não ficou ferida na ação, mas passou por atendimento médico pois estavam em estado de choque. Na tarde de segunda-feira (28) eles foram liberados.

Fonte: G1

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Imprimir

Sobre o autor

Equipe Tupãense Notícias

Equipe Tupãense Notícias

O portal Tupãense reúne os melhores produtores de conteúdo da região para fornecer a você notícias de alta qualidade.

Mais notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Últimas notícias

Proibida a reprodução total ou parcial.Para licenciar este conteúdo e reproduzi-lo entre em contato com nossa equipe comercial.